Terceira corporação mais antiga do país estreia "super veículo tanque" no 242º aniversário - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

terça-feira, 22 de março de 2022

Terceira corporação mais antiga do país estreia "super veículo tanque" no 242º aniversário

 


A corporação de Bombeiros Sapadores de Viana do Castelo, terceira mais antiga do país, comemora hoje 242 anos de existência. O aniversário foi assinalado com a inauguração de um novo veículo tanque tático urbano, que custou cerca de 200 mil euros. E que, segundo o Comandante dos Sapadores, António Cruz, se trata de "um super veículo" de apoio ao combate a incêndios industriais e urbanos, mas com capacidade de entrar em espaço florestal, conforme caderno de encargos integralmente pensado por aquela corporação.


"É um veículo tanque que está preparado para apoio a incêndios industriais e urbanos, em edifícios e tudo o que tenha estruturas, mas tentamos que tivesses outras valências", declarou António Cruz, adiantando: "É um 4x8. Tem quatro eixos, dois motrizes e dois direcionais, o que nos permite também o apoio, por exemplo, num incêndio periurbano, nas áreas florestais na proteção de aglomerados populacionais".


"Tem muita capacidade de água, 16 mil litros. Está no limite do que os veículos tanque podem ter. E depois tem outra característica: uma bomba em aço inox, que permite que quando há falha de água no abastecimento às populações de montanha, ir abastecer os depósitos dessas freguesias". De acordo com o Comandante António Cruz, aquela bomba "é a primeira a nível nacional" fabricada pela "empresa Jacinto (Portugal), um dos maiores fabricantes a nível europeu", em parceria com "uma empresa de Amarante que trabalha para a NASA nas turbinas". "Não creio que haja muitos veículos no país, com esta capacidade de utilização. Acredito que sobrem dedos de uma mão, para contar os que há", disse, considerando: "É uma excelente aquisição que aumenta em muito a capacidade de resposta do município. Vem substituir um veículo que era de 1984. Fazia falta, não só em Viana do Castelo como no distrito".


Atualmente, aquele corpo de Sapadores possui 66 operacionais e, segundo António Cruz, tem a decorrer "um processo de entrada de mais 17". "São onze recrutas e, em regime de mobilidade, seis bombeiros do Regimento de Sapadores de Lisboa e da Companhia de Sapadores de Gaia, que pediram para vir para cá trabalhar", concluiu. O autarca de Viana do Castelo, Luís Nobre, salientou "o dia de celebração e reconhecimento" a uma corporação que "traz tranquilidade à população". Na visita ao quartel, o Presidente da Câmara destacou "a emoção, a entrega e o sentimento" do corpo de Bombeiros, que considerou imprescindível para "o cumprimento de uma missão que exige entrega e disponibilidade total". Na ocasião Luís Nobre fez questão de subir à nova viatura que chegou aos centenários Sapadores.


JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________