Estrada aluiu e levou motorista da câmara de Mértola para a morte em ravina - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

terça-feira, 22 de março de 2022

Estrada aluiu e levou motorista da câmara de Mértola para a morte em ravina

 


O condutor de uma viatura pesada de mercadorias da Câmara Municipal de Mértola morreu, na manha desta terça-feira, na sequência do despiste do camião que caiu para uma ribanceira junto ao rio Oeiras, afluente do Guadiana, numa artéria da parte velha da "Vila Museu".


O trabalhador, de 58 anos, ainda foi transportado para o helicóptero do INEM, estacionado no relvado sintético do Estádio Municipal de Mértola, mas não resistiu aos graves ferimentos tendo falecido no local. O óbito foi confirmado pela equipa médica do meio aéreo.


O acidente ocorreu pouco passava das 9 horas desta terça-feira, na sequência do abatimento do piso da Estrada da Ribeira, via que faz a ligação da parte antiga da vila ao acesso à Estrada Nacional 122 e ao centro da localidade, tendo a viatura caído para uma ribanceira de uma altura de 10 metros.


O pesado ficou preso numas piteiras bravas, que serviram de retentor da queda. Não fora este facto, o veículo teria caído para o leito do rio Oeiras, de uma altura superior a 30 metros.


Segundo foi possível apurar, ao aperceber-se que camião ia tombar para a ravina, o condutor saltou da viatura, mas terá sido apanhado e arrastado pelo pesado na queda no vazio.


Os bombeiros conseguiram resgatar em segurança o ferido cerca de 15 minutos após o acidente, tendo depois sido levado de ambulância para o campo de futebol, mas, apesar das manobras de reanimação e estabilização das equipas médicas, o homem acabou por não resistir às lesões e morreu.


Enquanto o helicóptero do INEM regressava à base de Loulé, o corpo da vítima foi levado para o Gabinete Médico Legal do Hospital de Beja onde vai ser autopsiado.


No local do acidente estiveram 17 operacionais dos Bombeiros Voluntários de Mértola, viatura de suporte imediato de vida (SIV) de Castro Verde, GNR e o helicóptero do INEM.


Aguardar-se a chegada de uma grua pesada para retirar a viatura do local.


JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________