Voto do PSD viabiliza apoio extraordinário às associações de bombeiros voluntários - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sexta-feira, 3 de julho de 2020

Voto do PSD viabiliza apoio extraordinário às associações de bombeiros voluntários


O Grupo Parlamentar do PSD viabilizou, esta sexta-feira, uma proposta de alteração do Orçamento Suplementar que visa criar um fundo extraordinário de apoio às Associações Humanitárias de Bombeiros. A posição do PSD foi decisiva para a aprovação desta alteração, que visa corrigir a falta de apoio do Governo aos bombeiros voluntários que têm tido um papel fundamental no combate à pandemia e cujas associações viram as suas receitas a baixar as despesas a aumentar graças à necessidade de investimento em equipamentos de proteção individual.

A situação de enorme fragilidade em que já se encontravam muitas destas entidades foi assim agravada pela crise pondo em causa a sua operacionalidade na época de incêndios.  Como assinalou o deputado do PSD, Cancela de Moura, no debate em plenário “As associações humanitárias registam quebras de receita de mais de 50% e algumas, as que fazem transportes de doentes para a hemodiálise tiveram quebras de 70% e 80%”. No entanto, lembrou o deputado do PSD, “o transporte de cada doente no contexto da covid-19 passou a custar às associações, no mínimo, mais 50 euros em equipamento de proteção individual e recebem do Estado o mesmo valor, que antes recebiam”.

“O Governo diz que criou um pacote de medidas de apoio excecional aos bombeiros, mas afinal não deu rigorosamente nada às associações humanitárias já que apenas antecipou duodécimos ou emprestou duodécimos. (…) Já não era mau que o Estado começasse por pagar às associações, os 30 milhões de euros que lhes deve por serviços prestados”, disse.

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________