Bombeiros receberam “kits incompletos” para se protegerem do Covid-19 - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

domingo, 8 de março de 2020

Bombeiros receberam “kits incompletos” para se protegerem do Covid-19


Presidente da Liga de Bombeiros critica “a irresponsabilidade inacreditável” das autoridades nacionais na distribuição de material às corporações: “Kits não têm máscaras e muitos não têm luvas". Autoridade de Proteção Civil diz que "houve um impasse porque as máscaras iniciais não cumpriam os requisitos", mas que já estão a distribuir "kits completos".

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) distribuiu aos bombeiros de forma avulsa “kits incompletos” de proteção contra o coronavírus, assegura ao Expresso Jaime Marta Soares. O presidente da Liga de Bombeiros lamenta que o material, “entregue em sacos de plástico do lixo” e “tarde e a más horas”, contenha sobretudo batas e óculos, mas não luvas e máscaras.

Os “kits”, quando completos, são sobretudo úteis para os bombeiros que asseguram 85% do serviço de emergência médica do INEM. E as falhas e atrasos registados até agora levam Marta Soares a considerar que “a resposta institucional revela uma falta de responsabilidade inacreditável”. Segundo este dirigente, “os bombeiros só querem cumprir o seu acordo social e ter condições para trabalhar”.

A reunião de urgência pedida pela Liga de Bombeiros à ANEPC e ao INEM antes da distribuição dos ditos kits “ainda não ocorreu”, diz Marta Soares. Entretanto, o presidente da Liga foi informado pela Direção Nacional de Bombeiros por email de que “não foi possível enviar mais material porque estava esgotado”.

Contudo, a ANEPC garante ao Expresso que já estão a ser distribuídos os kits completos pelos comando distritaisd, que os farão chegar às associações de bombeiros voluntários, depois de ter havido “um impasse inicial porque as máscaras entregues pelo fornecedor não cumpriam os requisitos”. No entanto, acrescenta, "foram já rececionadas novas máscaras, que já foram distribuídas a nível distrital para serem entregues aos corpos de bombeiros".

Segundo a ANEPC, “os 412 corpos de bombeiros pertencentes a associações humanitárias devem ser dotados das peças do equipamento de proteção individual recomendadas pela Direção-Geral da Saúde (DGS) para intervenção com vítimas do coronavirus”. Contudo, a disponibilização do material “foi condicionada pela disponibilidade do mercado, quer a nível nacional, quer internacional”. Por ambulância devem existir "seis óculos de proteção, quatro batas, 10 pares de luvas e 10 máscaras de proteção FFP2".

Fonte: Expresso

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________