Menina de Oito Anos Morre Vítima de Inalação de Gases em Penafiel - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sábado, 4 de janeiro de 2020

Menina de Oito Anos Morre Vítima de Inalação de Gases em Penafiel


Estava junto aos pais na carrinha de apoio a uma barraca de venda de pão com chouriço, em S. Mamede de Recezinhos, Penafiel.

Uma menina de oito anos morreu, esta sexta-feira, alegadamente devido à inalação de gases de um gerador, em S. Mamede de Recezinhos, Penafiel, junto à rotunda de interceção da A4/A11 com a variante à EN211.

A menina estaria a brincar com um telemóvel dentro de uma carrinha Iveco, enquanto os pais trabalhavam numa barraca de venda de pão com chouriço. A causa da morte poderá estar relacionada com a inalação de gases de um gerador que estaria no interior do furgão, na zona de carga, enquanto a criança se encontrava na cabina dos ocupantes.

"A menina estaria dentro da viatura, junto de um gerador de apoio à estrutura de venda de pão com chouriço dos pais - uma barraca. A inalação dos gases provenientes desse gerador terá provocado uma intoxicação que levou à morte da criança", disse ao JN Carvalho Ferreira, comandante dos Bombeiros Voluntários de Vila Meã.

O gerador a gasóleo fornecia energia elétrica à barraca onde era comercializado o pão com chouriço, cozido em dois fornos a lenha colocados junto à estrada. Quando os pais se aperceberam do que estava a acontecer, a menina já estaria em paragem cardiorrespiratória. A família é de Penhalonga, Marco de Canaveses.

O Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU), recebeu o alerta às 18.30 horas, enviando para o local os Bombeiros de Vila Meã e a viatura médica de emergência e reanimação (VMER) do Vale do Sousa, com uma equipa de psicólogos. A GNR de Penafiel, chamada ao local, acionou a Polícia Judiciária, que procedeu às habituais peritagens.

A menina é filha de Daniel Almeida, "um homem batalhador", assim definido por José Couto, presidente da Junta de Freguesia de Penhalonga e Paços de Gaiolo.

Um amigo da família Almeida diz que "eles aproveitam todas as oportunidades, designadamente festas populares e zonas de grande movimento de pessoas para fazerem negócio". A venda de comida em rulotes e barracas é, noutros locais, também ​​​​​​​ganha-pão de dois tios da menina, um de venda de cachorros e outro de farturas.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________