Isto Deixou de Ter Interesse!!!!! - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Isto Deixou de Ter Interesse!!!!!


Ainda a propósito do Prós e Contras de ontem, o que vi, ou o que julgo ter visto ….

Confesso que tinha grandes expectativas pelo tema, que como sabem me apaixona, por isso sentei-me confortavelmente e esperei, depois atentamente ouvi tudo o que foi dito e cheguei à conclusão de que em vez de assistir a um programa de debate sério e construtivo, fiquei com a sensação de ter assistido a um Reality show, desses que por aí abundam.

Eu sei que o tema era a “Reforma da Protecção Civil”, mas como em tudo e por tudo as coisas descambam e nunca se debate o essencial, derivando sempre as coisas para as “Capelhinhas” de cada interveniente e assim o que vi foi uma coisa que me deixou desiludido, eu explico.

Eu sou Cidadão Português e tenho o direito de concordar ou discordar das opções que o Governo toma seja em que matéria for e nisto da Reforma da Protecção Civil não foge à Regra. Sou contra, porque penso que o sistema que está implementado não está nem de longe esgotado, pode e deve ser melhorado e duvido que a divisão administrativa, sim as CIM’s, sejam e estejam bem delineadas. Sou contra porque não se debate isso e só a tal “Coluna vertebral” da PC passa para o Inter-Municipal ficando tudo o resto no âmbito Distrital. Depois queixam-se que não funciona. Mas se o Governo assim quer, assim seja, tem toda a legitimidade para isso. E ainda a propósito de ontem dizer ao Sr. MAI que pode fazer essa Reorganização, mas que não se escude no relatório do Incêndio de Arouca/São Pedro do Sul, como disse, que era deste Distrito e outros diziam que era do outro. Sr. MAI com as CIM’s vai acontecer exactamente o mesmo, o fogo está-se a “borrifar” para as divisões que vocês fizerem.

Depois Sr. MAI não diga e reafirme que os resultados de 2018 foram fruto das modificações introduzidas na PC, porque não foram e é um seu colega de Governo através de um Organismo (ICNF) ao qual querem dar muita força que afirma o contrário, já não sou eu que digo, é o seu colega de Governo.

Depois estranhei o discurso do Sr. CONAC, achei-o um pouco baralhado ou a querer baralhar na questão do Comando Autónomo. Sr. CONAC sabe perfeitamente, ou julgo que sabe, que nunca esteve em causa, porque isso é do senso comum o Comando Único esse é inalienável, mas trata-se tão simplesmente de uma “equiparação” às outras forças que integram essa coisa de APC. E sabe qual é a diferença Sr. CONAC? É que o senhor não tem poder Hierárquico sobre mais ninguém a não ser sobre os Bombeiros, nomeadamente sobre os seus comandantes, equiparação Sr. CONAC, equiparação, faltou que alguém lhe lembrasse isto.

Estranhei a intervenção do Sr. Presidente da Câmara do Sardoal, nomeadamente na sua preocupação por causa da Liga estar apelar para não se indicarem já as disponibilidades para o ECIR. Não Sr. Presidente isso não coloca em risco nada, até porque não é caso virgem, se tivesse estado atento outros anos houve que assim aconteceu e não foi por isso que deixou de haver dispositivo. Sabe de uma semana para a outra isso resolve-se. Talvez a sua preocupação se devesse centrar no concurso para os meios aéreos, porque, como penso que sabe o ano passado entraram ao serviço tarde e mal, isso sim demora tempo a resolver.

Depois registei também, com surpresa a intervenção do Sr. Presidente do Sindicato dos Bombeiros Profissionais, Dr. Fernando Curto. Sr. Presidente o puxar da brasa à sua sardinha, lembrando que há outras “Associações” para além da Liga a representar os Bombeiros tocou num ponto essencial que não nos deixa chegar a lado nenhum, que é o facto de termos muitas “Quintas” e andarmos todos a olhar para o nosso umbigo em vez de olharmos para o corpo todo. Não percebi o que quis dizer com o vencimento de um Bombeiro Voluntário de Uma Associação em comparação com o vencimento de um Bombeiro Municipal, pois faltou-lhe especificar o que cada um fazia e quais as valências que cada um tem, porque como sabe isso faz diferença. Ou foi intencional?

Por incrível que pareça e confesso que não estava à espera o mais equilibrado nisto tudo e conseguiu contrariar e dizer uma ou outra verdade ao Sr MAI foi o Ex-CONAC José Manuel Moura, sei que a posição dele era a mais confortável até porque já fez o “seu trabalho” tanto na CTI e no Observatório, nos quais o Ser. MAI se escudou várias vezes. Tocou de raspão num tema, mas faltou-lhe a “coragem” para concretizar, estou a falar em haver concelhos com CB’s a mais, ficou pela rama.

Por último o Sr. Presidente da Liga de Bombeiros Portugueses o Comandante Jaime Marta Soares. Sinceramente quer o registo quer o discurso não passam. Não conseguiu responder eficazmente a ninguém. Não conseguiu explicar ao Sr. CONAC porque é importante o Comando autónomo, não conseguiu responder ao Sr. Presidente de Câmara lembrando-lhe que o que demora é a contratação dos meios aéreos não a contratualização das equipas para o dispositivo, até porque elas têm que nascer em Portugal de certeza que não vão ser importadas. Não conseguiu desmistificar o discurso do Sr. Presidente do Sindicato dos Bombeiros Profissionais, não conseguiu sequer dizer ao Sr. MAI que o seu colega de Governo, através do ICNF, o contradiz relativamente à campanha de 2018. Em vez disso, voltou ao discurso, escusado de “calimerismo” com a frase de sempre a qual já não passa dos “Soldados da Paz”. Não conseguiu explicar que se devia investir na profissionalização nos Bombeiros da primeira intervenção, não conseguiu abrir a porta por exemplo a outras valências de que já falou como por exemplo Equipas de Bombeiros Sapadores Florestais, além das EIP.

Enfim, vendo-se a perder o pé resvalou para um campo que eu não gosto, o de constantemente interromper os outros e a cereja no topo do bolo foi aquela “ternurenta Fatinha”, ao que ela retorquiu, assim que teve oportunidade, com “A Liga não é uma capela é uma Catedral”.

Fiquei desiludido, eu sei que o tema não eram bombeiros, mas resvalou e ninguém nos defendeu, ou pelo menos pareceu-me.

Perante isto confesso-me cansado e tenho-me esforçado por tentar passar uma ideia, a minha ideia e por tentar provocar alguma discussão sã e sadia, mas como disse, estou cansado, vou retirar-me, parar, respirar e aguardar ansiosamente que isto corra bem para os Bombeiros e no fundo para todos nós Portugueses que pagamos impostos.

Um abraço a todos

Até um dia, ou talvez não.
Martins Andrade

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________