Padrasto Espanca Até à Morte Menino de Dez Anos que Assumiu Ser Gay - VIDA DE BOMBEIRO

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 28 de junho de 2018

Padrasto Espanca Até à Morte Menino de Dez Anos que Assumiu Ser Gay


Kareem Leiva, de 32 anos e residente em Los Angeles, nos Estados Unidos, espancou brutalmente o seu enteado Anthony Avalos, de 10 anos, depois da criança dizer que gostava de outros rapazes. 

O menino apresentava diversos ferimentos graves na cabeça e acabou por morrer a 13 de julho, um dia depois do ataque, assim que foi retirado do suporte de vida. Segundo avança o jornal Daily Mail, a mãe da vítima e namorada do agressor, Heather Barron, chegou a ligar para o serviço de emergência alegando que o filho tinha sofrido uma queda, mas quando as autoridades chegaram ao local a criança já tinha perdido os sentidos. 

Kareem acabou por ser detido uma semana após a morte de Anthony no final de um interrogatório feito pela polícia de Los Angeles, que revelou aos media norte-americanos que o menino chegou a denunciar alguns dos abusos físicos que sofreu por parte do padrasto e da progenitora. Leiva já tinha sido condenado em 2010 por violência doméstica mas, ainda assim, os serviços sociais não consideraram o homem uma ameaça ao bem-estar da criança. 

As autoridades norte-americanas acreditam que a causa do crime terá sido a orientação sexual do menino. A mãe da criança também foi interrogada pela polícia mas, apesar do historial de denúncias realizadas pela criança, não foi acusada de nenhum crime.

Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário