Cadastrado ateia mais quatro incêndios em Tondela - VIDA DE BOMBEIRO

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

domingo, 17 de dezembro de 2017

Cadastrado ateia mais quatro incêndios em Tondela


Um homem de 32 anos, ajudante de motorista de transportes internacionais, foi detido pela Polícia Judiciária do Centro por ter ateado quatro incêndios florestais em Mosteiro de Frágua, Tondela. 

Este incendiário tem antecedentes criminais e já foi mesmo condenado a cinco anos de prisão, com pena suspensa, por crime de fogo posto. Desta vez, os incêndios pelos quais está indiciado aconteceram no início do mês de setembro, numa zona florestal próxima da casa onde reside. Segundo fonte policial, atuou "num quadro de desequilíbrio emocional", alegando que "sentia o impulso para atear as chamas". 

O suspeito, que é casado e pai, foi detido na quinta-feira pela Judiciária e presente a um juiz de instrução do Tribunal de Viseu. Após interrogatório, recolheu à cadeia da cidade, onde vai aguardar julgamento em prisão preventiva. Dois meses depois dos incêndios florestais de outubro, muitas pessoas afetadas ainda precisam de ajuda para fazer face às necessidades mais básicas. Ontem, o Governo anunciou que vai eliminar as fases de combate aos incêndios florestais na nova diretiva operacional a sair até ao final do ano. Hoje, em Midões, no concelho de Tábua, o Movimento Associativo de Apoio às Vítimas dos Incêndios de Midões (MAAVIM) vai oferecer 400 cabazes de Natal às famílias mais afetadas pelos incêndios de 15 e 16 de outubro. 

Bacalhau, batatas, azeite, vinho, bolo-rei e fruta não vão faltar nos cabazes, distribuídos a partir das 12h00. Em Viseu, a noite de hoje é dedicada àqueles que perderam tudo nos incêndios florestais do último verão, sobretudo primeiras habitações, com a abertura da mítica discoteca The Day After.

Fonte: Correio da manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário