Suspeito de Incêndios na Madeira Condenado a Três Anos de Prisão Efetiva VIDA DE BOMBEIRO: Bombeiro Julgado por Atear Fogos

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Bombeiro Julgado por Atear Fogos


Hugo Miguel Gonçalves, 33 anos, serviu os Bombeiros Voluntários de Samora Correia durante 10 anos. No início do ano passado abandonou a corporação. 

No dia 13 de novembro do mesmo ano, durante a madrugada, decidiu atear com um isqueiro dois incêndios - num toldo de um café e num caixote do lixo que alastrou a dois carros quando estavam estacionados na rua. Depois de atear o primeiro foco de incêndio em Samora Correia, o bombeiro foi para um café e pediu uma cerveja e uma sandes. 

Chamou os antigos colegas para apagar o incêndio e ajudou-os no combate às chamas. Sucederam-se mais fogos durante a mesma madrugada, mas menos de 24 horas depois dos crimes Hugo foi apanhado pela Polícia Judiciária. Os inspetores da PJ de Lisboa questionaram o ex-bombeiro da corporação de Samora Correia sobre a coincidência de estar em todos os focos de incêndio. Acabou detido. E devido a antecedentes criminais foi colocado em prisão preventiva. Começa a ser julgado hoje no Tribunal de Santarém, acusado de dois crimes de incêndio. 

Quando foi detido decidiu não prestar declarações ao juiz de instrução criminal do Tribunal de Santarém. Acabou por ser sujeito à medida de coação mais gravosa. O Ministério Público arrasa o ex-bombeiro no despacho de acusação: "Pôs em perigo a integridade física daqueles que participaram no combate ao incêndio do veículo, sabendo e visando sempre criar incêndio de relevo". Hugo Miguel senta-se hoje no banco dos réus. 

Fonte: Correio da Manhã
Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

2015 Copyright – Todos os Direitos Reservados : VIDA DE BOMBEIRO