Mulher Morreu Numa Cave Inundada em Algés - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

quinta-feira, 8 de dezembro de 2022

Mulher Morreu Numa Cave Inundada em Algés

 


Uma mulher com cerca de 55 anos morreu, na quarta-feira à noite, em Algés, no concelho de Oeiras, quando a sua habitação, numa cave, ficou inundada.


A informação foi avançada pelo Comandante Nacional da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, André Fernandes, num ponto de situação sobre o mau tempo no distrito de Lisboa, feito cerca das 00.30 horas.


Os distritos de Lisboa (até às 2 horas), Santarém e Faro (até às 3 horas) estão em alerta vermelho devido ao mau tempo, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).


André Fernandes reiterou o apelo para que a população não saia de casa, não se dirija para zonas inundadas para tirar fotografias ou gravar vídeos, permanecendo em segurança, nomeadamente, nos pisos mais elevados das habitações.


Ao início da madrugada desta quinta-feira, havia registo de 379 ocorrências devido ao mau tempo que atinge com maior gravidade a região de Lisboa. Os distritos de Setúbal, com 39 ocorrências, e Faro, com 10, também estão a ser afetados.


Cerca da 1 hora desta quinta-feira, numa deslocação a Alcântara, uma das zonas mais afetadas por inundações em Lisboa, o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou condolências à família da vítima mortal, registada numa "situação dramática".


O chefe de Estado esteve ao lado do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, que fará um balanço das inundações na cidade numa conferência, esta quinta-feira, às 10 horas. A noite será longa e de muito trabalho para os efetivos da proteção civil e bombeiros.


Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________