Esperados Quase Mil Bombeiros a Competir no Bom Jesus - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

terça-feira, 6 de setembro de 2022

Esperados Quase Mil Bombeiros a Competir no Bom Jesus

 


A organização da prova internacional Escadórios da Humanidade anunciou, esta segunda-feira, a participação de quase mil bombeiros, oriundos de mais de uma dezena de países que dia 24 de setembro subirão, a correr e carregados com 30 quilos de material e de equipamento, os 566 degraus do monte sacro do Bom Jesus, em Braga, no menor tempo possível.


Este ano haverá novidades, a Bênção de Capacetes de Bombeiros e a participação de elementos da Força Aérea, sendo a dez dias do encerramento das inscrições, estão já confirmadas 125 corporações nacionais, 14 corporações internacionais de 13 nacionalidades diferentes, designadamente de Portugal, Espanha, Roménia, Austrália, Croácia, Polónia, Ucrânia, Brasil, Cabo Verde, Alemanha, Moçambique, Venezuela e Angola, podendo atingir-se a fasquia do milhar de inscritos.


A prova é apoiada pela Câmara Municipal de Braga, a Confraria do Bom Jesus do Monte e empresas patrocinadores de Braga, para não perder uma prova que já entrou no calendário dos minhotos e dos bombeiros, portugueses e estrangeiros, após três edições consecutivas, apenas interrompida durante os dois últimos anos, devido à pandemia mundial covid-19.


O presidente da Confraria do Bom Jesus do Monte, cónego Mário Martins, destacou a superação, física e psicológica, da prova, que considerou não ser somente desportiva, unindo história e natureza, mas também um ato de fé religiosa, tudo num espaço único rodeado por uma mata peculiar reconhecido como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO.


Já para o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, "esta prova tem a capacidade de levar o Bom Jesus até outras geografias e outros contextos sociais, para continuarmos a atrair o máximo possível de pessoas a Braga e a este santuário, nos anos vindouros, local a preservar e melhorar, como a Confraria tem vindo a fazer, cada vez mais e melhor".


"O Bom Jesus será sempre aberto a todos, mas com um usufruto responsável e sustentado, o mais conservado possível, sempre com segurança, para o deixaremos melhor que o encontramos, evitando os riscos que se verificam em todo o país de incêndios florestais, nós só queremos os bombeiros no Bom Jesus para subirem a correr o escadório", referiu o autarca.


"Esta não é uma competição desportiva qualquer, pois para estes quase mil participantes é um desafio físico e emocional enorme", disse Ricardo Rio, elogiando "os tempos impressionantes como conseguem subir a correr e carregados com os seus equipamentos", esperando que o evento "sirva também para homenagear o profissionalismo de todos os bombeiros".


A vice-presidente da Câmara Municipal de Braga e vereadora do Desporto, Sameiro Araújo disse "ter enorme satisfação em acolher esta prova e por isso a ela nos associamos", mostrando-se esperançada que até ao dia limite se inscrevam ainda mais bombeiros, podendo atingir-se a fasquia dos mil participantes, se não for este ano, logo nas edições seguintes".


"A importância da atividade física e de uma vida saudável", foi destacada pela vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, bem como "a vontade de superação dos seus participantes, porque não está ao alcance de qualquer pessoa subir o escadório a correr e carregados de equipamento, mas será também mais uma forma de mostrar o Bom Jesus ao mundo".


O mentor da prova Escadórios da Humanidade, Ricardo Fernandes, operacional da Companhia de Bombeiros Sapadores de Braga, destacou "ser a prova direcionada a todos os bombeiros do mundo, que queiram testar os seus limites, não só pela carga física, mas também psicológica, envergar equipamento completo de proteção individual de bombeiro (casaco de fogo, botas, calças, cogula, luvas, capacete e aparelho respiratório de circuito aberto "ARICA", subindo os 566 degraus dos Escadórios do Bom Jesus em contrarrelógio, com uma distância de 615 metros e um desnível positivo de 116 metros".


Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________