Três feridos em fogo em fábrica de candeeiros de Gaia - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

sábado, 7 de maio de 2022

Três feridos em fogo em fábrica de candeeiros de Gaia

 


Um incêndio, esta sexta-feira, destruiu o recheio de uma fábrica na zona industrial de Canelas, na Rua dos Terços, em Gaia. Foram mobilizados vários meios para o local e há registo de três feridos. O proprietário da fábrica sofreu queimaduras de segundo grau e foi levado para o hospital.


O alerta para o incêndio na empresa de material elétrico e fábrica de candeeiros foi dado às 18.15 horas. O fogo terá tido origem na estufa.


Há registo de três feridos, dois dos quais com queimaduras. Um deles, o dono da fábrica, que tem entre 60 e 65 anos, foi levado para o Hospital de Gaia com queimaduras de segundo grau. Os outros dois - um com queimaduras e outro que sofreu um ataque de ansiedade -, ambos funcionários da empresa, não necessitaram de tratamento hospitalar.


No terreno estiveram 15 viaturas e 42 operacionais de várias forças, nomeadamente dos Sapadores de Gaia, dos bombeiros de Valadares, INEM, GNR e Polícia Municipal.


José Viana, comandante dos Sapadores de Gaia, destacou "a prontidão do ataque às chamas, que impediu o alastramento às empresas vizinhas". ÀS 18.22 horas já estavam bombeiros no local a intervir. Cerca de meia hora depois, o fogo estava controlado, entrando-se depois na fase de rescaldo.


Não obstante o proprietário ter necessitado de receber tratamento hospitalar e o recheio da fábrica ter ficado queimado, o que aconteceu em Canelas podia ter tido outras proporções, pois, "no momento em que deflagrou o incêndio estavam funcionários no balneário, a tomar banho", como observou o comandante.


Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________