Bombeiros de Vila Meã Celebraram 41 Anos com a Inauguração do Centro de Formação - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

quinta-feira, 28 de abril de 2022

Bombeiros de Vila Meã Celebraram 41 Anos com a Inauguração do Centro de Formação

 


Os Bombeiros Voluntários de Vila Meã, no concelho de Amarante, celebraram 41 anos com a inauguração de um centro de formação e a aquisição de novas viaturas.


“O nosso centro de formação que inauguramos agora é para praticar, porque, quanto mais praticarmos, mais somos capazes para desempenhar a nossa missão e as nossas tarefas”, referiu ao Jornal A VERDADE o comandante da corporação, Carvalho Ferreira, acrescentando que servirá para a “formação contínua” para os 80 bombeiros do corpo ativo.


“Agora, os ciclos de conhecimento são cada vez mais reduzidos, é em todas as áreas. É preciso estarmos a renovar a formação, a reciclar formação. É a nossa preocupação e era criar condições para que os nossos bombeiros tenham acesso a formação constante para que permitam que eles continuem a prestar serviços de excelência e nós e quase nenhuma corporação tem essas condições ideais para dar a formação. Com o centro de formação que inauguramos no domingo, temos excelentes condições para, em todas as áreas de atividade de bombeiros prestar a formação, desde a formação teórica à formação prática, desde fogo real, desencarceramento, tudo e mais alguma coisa”, descreveu o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Meã, Ricardo Vieira.


“Celebrar mais um aniversário desta instituição, deve ser entendido, antes de mais e acima de tudo como uma ocasião para mostrar o nosso contentamento pelo trabalho feito, pelo historial de tantos anos de dedicação a uma causa e a uma comunidade que, felizmente, sabe reconhecer o quanto a queremos”, comentou Carvalho Ferreira.


“As nossas ambições para o futuro passam por começar o mais rápido possível uma escola de estagiários, de recrutas, porque, por causa da pandemia, estivemos dois anos parados e temos que recompletar os bombeiros”, sublinhou. 


Em dois anos de pandemia, o comandante da corporação referiu ainda que foram adquiridos pela direção “diversos equipamentos para o corpo de bombeiros, material importante para o eficaz desempenho das suas funções e de ter reforçado o parque de viaturas”, com a transformação da Viatura de Apoio Logístico, a compra de duas Ambulâncias de Transporte de Doentes, a cobertura do Quartel, o Centro de Formação e “já em curso a substituição” do Veículo Florestal 02.


Ricardo Vieira lembrou que também foi anunciada “a aquisição de três viaturas novas, num investimento de 365.500 euros, valor sem IVA”.


“Quero agradecer a todos aos bombeiros, aos beneméritos, a todos os empresários que nos ajudaram e à população em geral por todo o apoio que nos tem dado. Podem contar connosco”,


“Agradecer quer à população em si, às empresas e às autarquias locais o apoio que têm dado aos bombeiros e que eu acho que a resposta dos bombeiros mesmo em tempos de pandemia foi fantástica, foi acima daquilo que, se calhar, era expectável”, concluiu o presidente, acrescentando que “a população sabe que pode continuar a contar com os bombeiros para aquilo que for preciso”.


Fonte: A Verdade

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________