Emigrantes Portugueses Morrem no Pior Acidente dos Últimos Sete Anos em Navarra - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

quarta-feira, 2 de março de 2022

Emigrantes Portugueses Morrem no Pior Acidente dos Últimos Sete Anos em Navarra

 


Três emigrantes, residentes em Andorra e naturais de Aveiro, perderam a vida num despiste numa autoestrada de Navarra no dia de Carnaval.


Três portugueses, naturais de Aveiro, e um espanhol morreram num despiste, ao quilómetro 234 da autoestrada AP-68, no município de Ablitas, em Navarra, Espanha. Viajavam em direção a Saragoça, quando o carro em que seguiam saiu da estrada, capotando. Não houve outros veículos envolvidos no acidente. Desde 2014, que não havia registo na região de um sinistro rodoviário com tão elevado número de mortos.


Maria Albertina, de 58 anos, que conduzia o carro, e o irmão José Carlos, de 54, que viajava no banco traseiro com Santiago Iglesias, de 26 anos, morreram no acidente. Maria Felina, de 54 anos e mãe de Santiago, seguia à frente, sofreu ferimentos ligeiros, mas ainda se encontrava ontem internada no Hospital de Tudela. As famílias eram amigas e estariam a passear no dia de Carnaval quando se ocorreu o sinistro.


A comunidade portuguesa em Andorra, a rondar os cerca de nove mil emigrantes, só ficou a saber da notícia, ontem, à hora do almoço. "É uma notícia que se sente... A família estava em Andorra há muitos anos. Ficamos em choque com esta desgraça", lamentou Nuno Passos, editor da revista "A Voz Lusa".


A filha de Maria Albertina, também residente em Andorra, viajou esta quarta-feira para Portugal para tratar dos funerais da mãe e do tio.


Causas por apurar


A equipa de bombeiros de Navarra, chamada ao local, teve de desencarcerar as quatro pessoas do carro, que ficou reduzido a uma amálgama de chapa.


As causas do acidente estão a ser investigadas pelos agentes da divisão de trânsito da Guardia Civil de Navarra. No local, atribuía-se à velocidade a origem do despiste.


Nas últimas duas semanas, morreram seis pessoas, em Navarra, em acidentes de viação, elevando para sete o número de vítimas mortais bna estrada desde o início no ano.


Mais de mil mortos


Os acidentes de viação provocaram a morte de 1004 pessoas nas estradas espanholas durante o ano passado. A estatística indica um decréscimo de 9% nos óbitos em relação a 2019, o segundo melhor ano da série histórica depois do pandémico 2020.


A tendência de descida mantém-se em 2022. Segundo os dados da Direção Geral de Tráfego, 79 pessoas morreram em acidentes no mês de fevereiro, menos três do que em 2019.


JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________