Dois dos Seis Feridos nas Explosões em Nelas Ainda Internados - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2022

Dois dos Seis Feridos nas Explosões em Nelas Ainda Internados

 


Permanecem internados no Centro Hospitalar Tondela Viseu (CHTV) dois dos seis feridos do incêndio seguido de explosões ocorrido na quarta-feira à tarde numa antiga serralharia em Vale de Madeiros, Canas de Senhorim, no concelho de Nelas.


Os feridos foram cinco bombeiros da corporação de Canas e um militar da GNR. As vítimas que ficaram em estado grave, dois operacionais, foram transportadas para os hospitais de Viseu, Tondela e Coimbra, tendo sido submetidas a intervenções cirúrgicas. Uma delas encontra-se nos cuidados intensivos do CHTV. Os quatro feridos leves tiveram alta hospitalar ainda na noite de quarta-feira.


Os bombeiros e o militar da GNR ficaram feridos quando acorreram a um incêndio numa antiga serralharia na localidade de Vale de Madeiros, Canas de Senhorim. Acabaram por sofrer ferimentos na sequência de explosões ocorridas no local, ao que tudo indica provocadas por um homem de 62 anos, que terá ainda disparado uma espingarda shotgun.


Momentos antes, José Carlos Guerra recebera na antiga serralharia, onde tem residência, um solicitador que lhe terá comunicado uma ordem de arresto de bens a favor da sua mulher, com quem estava em processo de divórcio. Terá sido este conflito familiar que espoletou o caso.


O suspeito, que era taxista em Viseu e tinha esteve a viver muitos anos em Lisboa até se desentender com a mulher, foi detido pela GNR ainda no local e depois entregue à PJ, que tomou conta da ocorrência. Pode ser acusado dos crimes de explosão, ofensas à integridade física e tentativa de homicídio.


Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________