Um Morto em Incêndio no Bairro das Enguardas em Braga - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Um Morto em Incêndio no Bairro das Enguardas em Braga

 


Um homem de 65 anos morreu carbonizado num incêndio num apartamento no bairro das Enguardas, em Braga. O alerta foi dado pelas 22.40 horas.


Os Bombeiros Sapadores e Voluntários de Braga confirmaram que há uma vítima mortal na sequência do incidente.


Dezenas de pessoas foram retiradas do edifício durante a operação de combate ao fogo.


Segundo testemunhas no local, a vítima era acumuladora de lixo e não tinha luz elétrica, recorrendo a velas para iluminar a casa. Quando os bombeiros chegaram ao local, tiveram que arrombar a porta para conseguir entrar. O apartamento, num terceiro andar, já estava tomado pelas chamas e o corpo do homem foi encontrado logo à entrada, já carbonizado.


Vítor Veloso, vizinho, diz que o homem ainda tentou evitar a tragédia, mas sem sucesso. "Ele chegou ao prédio e o apartamento já estava a arder. Tentei puxá-lo para não entrar, mas ele resistiu", contou ao JN.


No local, vários moradores criticavam a inação da Bragahabit, que já teria sido alertada para o problema de acumulação de lixo da vítima e uso de velas.


O fogo acabou por ficar circunscrito àquele apartamento, devido à rápida ação dos bombeiros. As restantes habitações do prédio ficaram habitáveis, de acordo com perícias da Proteção Civil municipal. Apenas uma família, por precaução, não pernoitou em casa.


Ao todo, o incêndio mobilizou oito viaturas e 24 operacionais dos Bombeiros Sapadores e Voluntários de Braga, além da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Barcelos.


A PSP montou um perímetro de segurança enquanto decorreram as operações de socorro e tomou conta da ocorrência.


A Polícia Judiciária foi chamada a investigar.


Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________