Açores Reforçam Verbas Destinadas a Ambulâncias e Tripulantes em 2022 - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

sexta-feira, 5 de novembro de 2021

Açores Reforçam Verbas Destinadas a Ambulâncias e Tripulantes em 2022

 


O Governo Regional dos Açores vai reforçar em 2022 o montante destinado à aquisição de ambulâncias e à comparticipação de encargos com tripulantes, avançou hoje o secretário regional da Saúde, que tutela a Proteção Civil.


"Está prevista a aquisição de seis viaturas de emergência. Estão previstos 420 mil euros, quando estavam previstos este ano 214 mil, o que representa um aumento significativo nestas viaturas essenciais para a eficaz operação dos corpos de bombeiros", adiantou o responsável pela tutela da Proteção Civil nos Açores, Clélio Meneses, numa audição na Comissão de Política Geral da Assembleia Legislativa dos Açores sobre o Plano e Orçamento da Região para 2022, que será discutido e votado este mês.


Clélio Meneses destacou ainda um "esforço financeiro significativo" na comparticipação de encargos com tripulantes de ambulâncias, alegando que representa "um aumento de 460 mil euros", mas ainda não é a verba "necessária".


Segundo o secretário regional da Saúde e Desporto, o plano de investimentos para 2022 contempla um montante de 9,5 milhões de euros para a Proteção Civil, correspondendo a uma redução de cerca de quatro milhões face a 2021.


"A explicação para isso tem a ver com algumas obras que estão a ser executadas, em que o volume maior da obra, em termos de pagamento, aconteceu em 2021", justificou, referindo-se aos quartéis de bombeiros da Povoação e da Horta, que no total representaram "cerca de cinco milhões de euros" no orçamento de 2021. Clélio Meneses acrescentou que a verba destinada à covid-19 também era "mais significativa em 2021".


O secretário regional destacou ainda uma "duplicação" dos montantes afetos a equipamentos para o Serviço Regional de Proteção Civil e para as associações humanitárias de bombeiros e o reforço de verbas para formação de bombeiros e população em geral.


No que diz respeito ao Suporte Imediato de Vida, "há um aumento que pretende corresponder ao aumento do pagamento do valor-hora por enfermeiro".


Questionado pelo deputado do PSD, Luís Soares, sobre o investimento em radiocomunicações, Clélio Meneses disse que o valor inscrito se destina ao pagamento das comunicações, mas "também para a progressiva renovação de equipamentos", alegando que muitos estavam "obsoletos".


Pedro Pinto, do CDS-PP, perguntou pela renovação das viaturas dos bombeiros, muitas delas com "muitos quilómetros e muito desgaste", e o governante disse que será feita "de forma faseada" e com recurso a fundos comunitários.


Já João Vasco Costa, do PS, questionou o secretário sobre o nível de execução das obras nos quartéis da Povoação e da Horta e este disse que estavam "em fase final".


Manuel Ramos, do PS, alertou para as dificuldades das associações humanitárias na aquisição de equipamentos de combate a incêndios e Clélio Meneses reiterou que estava prevista uma duplicação das verbas destinadas a esta matéria, alegando que "durante muito tempo foi descurado esse investimento".


Os membros do Governo Regional estão a ser ouvidos no âmbito da proposta de Plano e Orçamento da Região para 2022, que foi entregue terça-feira na Assembleia Legislativa dos Açores, onde serão discutidos e votados no final deste mês.


O Governo Regional da coligação PSD/CDS/PPM é suportado no parlamento pelos partidos que integram o executivo, pela IL, pelo Chega e pelo deputado independente Carlos Furtado.


Fonte: Lusa

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________