Socorro Quase Arcaico - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

sábado, 21 de agosto de 2021

Socorro Quase Arcaico

 


Socorro quase arcaico


Cada vez mais a sociedade e tudo o que ela envolve está sujeita a evolução e os automóveis não fogem á regra.


Mas a evolução no mundo dos bombeiros parece ser aleatória, sem regra ou apenas para os mais espertos.

Mais parece os bombeiros ricos e os pobres, os bombeiros da cidade e os bombeiros do bairro.


Vejamos:

Corporação X tem 10 viaturas, sendo o mais recente de mil novecentos e troca o passo, com material quase obsoleto, tem umas instalações quase miseráveis, fardamento tão gasto que quase se vê a pele.

Como se consegue atrair voluntários para trabalhar nestas condições?


Depois temos outras corporações com 20 ou mais viaturas, sendo que 8 ou 9 tem no máximo 3 anos. Instalações de luxo porque alguém pagou, fardamento novo para todos os bombeiros e ainda têm o armazém a abarrotar.

Espertos ou competentes?


Tenho ideia que a tutela ou alguém designado por ela, atribui fardamento novo às corporações com destino aos estagiários. Mais uma vez não se compreende como é possível  haver uma corporação com 10 estagiários e receber 40 ou 50 fardamentos completos, e depois existem corporações com 20 estagiários e recebem apenas 5 fardamentos completos. 

Quem faz esta atribuição é responsável pelo que faz? 

Sabe o que faz?

Conhece a realidade do terreno?

Sabe o que são os bombeiros?


Não se compreende tamanha disparidade de tratamento. A tutela nunca teve mão nisto a não ser para castigar.


Existem municípios por esse pequeno Portugal fora que não deixam faltar nada as suas corporações, depois existem outras que nem sabem que elas existem.

O serviço de transporte de doentes rende muito dinheiro às corporações, e as transferências hospitalares também. Só que mais uma vez os bombeiros têm de fazer " das tripas coração" para fazer face as despesas porque os hospitais, pelo menos alguns, demoram em média 7a 8 meses a pagar cada mês de serviço.


Os bombeiros que esperem, pensam eles. Mas nos bombeiros existem homens e mulheres que precisam de salário para sustentar a família.

Que comece a haver fiscalização rigorosa nessa matéria, que criem multas pesadas aos hospitais quando não pagarem uma fatura a tempo. 

O socorro nunca deixou de acontecer, os transportes nunca deixaram de acontecer, mas grande parte das vezes sabe Deus o esforço financeiro, físico e psicológico que se tem para nunca falhar.


Existe muito Xico esperto por esse mundo dos bombeiros fora, e infelizmente nós estamos a morrer aos poucos á custa disso.


Até breve

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________