Nota de Esclarecimento dos Bombeiros de Vila Verde Referentes a Denuncia na PJ - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

sábado, 26 de junho de 2021

Nota de Esclarecimento dos Bombeiros de Vila Verde Referentes a Denuncia na PJ

 

Face aos factos tornados públicos nas últimas horas, cumpre-nos esclarecer que:


1 – A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Verde (AHBV-Vila Verde) rege-se por regras e regulamentos internos que a Direcção tem por obrigação fazer cumprir;


2 – Uma qualquer alteração da ordem e disciplina internas deve ser analisada com a máxima ponderação e equilíbrio, no seio de toda a Direcção, no respeito integral pelas regras e regulamentos da Instituição;


3 – A abertura de um processo de inquérito, ou uma eventual nota de culpa, decorrente de um incidente entre funcionários/colaboradores da Instituição é analisado e ponderado com o máximo rigor e no respeito integral pelas regras em vigor;


4 – A forma como é tornado público o incidente em apreço parte de uma base e pressupostos errados, omitindo o que realmente está no cerne da questão, antecipando – erradamente – eventuais tomadas de posição futuras, quando o que está em causa é garantir a estabilidade e disciplina internas fundadas nos seus regulamentos;


5 – Convém salientar que o processo de inquérito (bem como a nota de culpa daí resultante) foi elaborado por um causídico externo à Instituição, fundamentado em factos e não em (arte)factos, afastado de qualquer pressão e/ou afinidades pessoais;


6 – Tal como todos os funcionários e colaboradores têm direitos que são respeitados escrupulosamente pela Direcção, há deveres desses que devem ser considerados na mesma escala de importância e proporção;


7 – O resultado do processo de inquérito e a nota de culpa que daí adveio foram analisados favoravelmente pela maioria clara dos membros da Direcção e não em função do livre arbítrio do Presidente da Instituição;


8 – As questões internas devem ser resolvidas internamente e não levadas à “praça pública” como forma de pressão sobre quem tem a responsabilidade de assegurar a estabilidade geral de uma Instituição muito importante no apoio, defesa e protecção da população do Concelho;


9 – O Presidente da Direcção e a maioria dos membros do órgão Executivo da AHBV-Vila Verde estão convictos de que a tomada de qualquer decisão terá que respeitar as regras e regulamentos da Instituição;


Lamentamos, por fim, que uma situação decorrente do normal funcionamento da Instituição esteja a ser pessoalizada, quando está apenas (e tão só) em causa o respeito pelos regulamentos internos e o seu cumprimento.


Sem cenários que não existem, quadros futuros que não importam sequer colocar em consideração e perseguições que não passam de mera imaginação.


A Direcção

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________