Bombeiros de Miranda do Corvo Têm Viatura Nova e Equipa de Intervenção Permanente - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 2 de junho de 2021

Bombeiros de Miranda do Corvo Têm Viatura Nova e Equipa de Intervenção Permanente

 


A secretária de Estado da Administração Interna valorizou hoje a aposta na prevenção dos incêndios rurais, já que o combate “é o último reduto” do processo, em Miranda do Corvo, nas comemorações do feriado municipal assinalado hoje.


Patrícia Gaspar disse que é necessário promover “um equilíbrio entre o trabalho da prevenção e o trabalho do combate” aos fogos. Lembrou que o dispositivo de combate foi hoje novamente reforçado, passando a contar com 9.679 operacionais no terreno e 60 meios aéreos.


“Começa hoje uma nova fase do dispositivo e com toda a força”, afirmou, para insistir, contudo, que “o combate é a última linha, a linha onde não queremos chegar”.


Quase quatro anos depois do grande incêndio que eclodiu em Pedrógão Grande, a norte do distrito de Leiria, em 17 de junho de 2017, e alastrou a outros municípios do Centro de Portugal, Patrícia Gaspar realçou a importância de investir na segurança das populações, designadamente no território da Comunidade Intermunicipal  da Região de Coimbra, da qual Miranda do Corvo faz parte e onde estão identificadas “áreas críticas” atingidas pelos fogos nas últimas décadas.


Ainda no âmbito das celebrações do Dia do Município, cuja Câmara é presidida pelo socialista Miguel Baptista, a secretária de Estado participou numa cerimónia, na sede dos Bombeiros Voluntários da vila, que incluiu a assinatura de um contrato de constituição de uma Equipa de Intervenção Permanente (EIP) e a entrega simbólica pela autarquia à associação de uma viatura de combate a incêndios que custou cerca de 160 mil euros.


Esta entrega levou depois Patrícia Gaspar a enaltecer o trabalho que a Câmara “tem feito pela segurança dos cidadãos” do concelho, o que, na sua opinião, “não é um custo, é investimento com retorno pouco visível, mas que sentimos que está lá”.


Por iniciativa de Miguel Baptista, foi guardado um minuto de silêncio em homenagem do bombeiro José Augusto Fernandes, que morreu em 11 de julho de 2020, durante o combate a um incêndio na Serra da Lousã.


Na sessão comemorativa do feriado municipal, no exterior dos Paços do Concelho, na praça José Falcão, intervieram também Miguel Baptista, o presidente da Assembleia Municipal, António Salgueiro, e o líder da CIM da Região de Coimbra, José Carlos Alexandrino.


Estiveram presentes, entre outros convidados, o presidente da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, general Duarte Costa, e o presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Jaime Soares.


O feriado local evoca José Falcão, professor da Universidade Coimbra, um republicano nascido no concelho faz hoje 180 anos.


Patrícia Gaspar colocou uma coroa de flores no busto de José Falcão, que há 150 anos foi um dos raros intelectuais portugueses a tomar posição pública de apoio à insurreição popular de 1871 na capital francesa, que passou à história como Comuna de Paris.


Fonte: Noticias de Coimbra

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________