Incêndio Destrói Três Autocarros em Beja - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 27 de maio de 2021

Incêndio Destrói Três Autocarros em Beja

 


Um incêndio destruiu, ao início da tarde desta quarta-feira, três autocarros da Rodoviária do Alentejo que estavam estacionados num parque de terra batida da Câmara Municipal de Beja e onde deverá ser construído o Palácio da Justiça da Comarca. Fogo posto é hipótese.


O alerta aos bombeiros foi dado cerca das 13.20 horas. Não há feridos a registar, nem danos nas habitações mais próximas, que distam cerca de 150 metros do local do incêndio.


As três viaturas, com cerca de 30 anos, estavam abatidas ao efetivo da Rodoviária do Alentejo - Departamento Operacional de Beja (RA-DOP Beja), à espera de serem levadas para o aterro sanitário. Não tinham baterias nem qualquer fonte de ignição que pudesse originar um curto-circuito, pelo que tudo aponta para fogo posto, hipótese que as autoridades estão a investigar. "É um prejuízo que rondará os cinco mil euros", estimou Manuel Barão, Chefe de Movimento da RA-DOP Beja.


Dois dos autocarros ficaram totalmente destruídos pelas chamas e um terceiro acabou por não sofrer danos tão consideráveis. O fogo irrompeu na viatura que se encontrava no meio das três. Um quarto autocarro foi retirado por um motorista da empresa, não tendo sofrido qualquer dano.


"Quando chegámos, duas das viaturas já estavam tomadas pelo fogo. Procurámos evitar que alastrasse à outra e protegemos a que foi colocada a salvo", disse Pedro Barahona, comandante do Corpo de Bombeiros de Beja.


Estiveram no local 15 operacionais dos Bombeiros de Beja e uma dezena de agentes da PSP, apoiados por nove viaturas.


Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________