COVID-19 | INEM coordena equipas de médicos e enfermeiros em Cabo Verde para auxílio aos hospitais - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 19 de maio de 2021

COVID-19 | INEM coordena equipas de médicos e enfermeiros em Cabo Verde para auxílio aos hospitais

 


Dois médicos e quatro enfermeiros coordenados pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) estão em Cabo Verde desde 16 de maio para reforçar a capacidade de resposta à COVID-19 dos hospitais centrais na cidade da Praia, ilha de Santiago, e no Mindelo, em São Vicente.


As equipas, constituídas por dois médicos com experiência em cuidados intensivos e quatro enfermeiros com experiência em urgência e emergência e cuidados intensivos do INEM, das Forças Armadas e do Centro Hospitalar do Baixo Vouga, são coordenadas pelo Portuguese Emergency Medical Team (PT EMT) do Instituto, na sequência da missão de avaliação portuguesa que esteve naquele país entre os dias 5 e 12 de maio.


Em declarações à agência Lusa, o responsável operacional das missões internacionais do INEM, Ivo Cardoso, disse que, “de uma forma geral, Cabo Verde tem uma boa resposta e inclusive planos de contingência previstos, face ao número de casos que tem vindo a aumentar”.


O responsável acrescentou que, durante a missão, a equipa portuguesa tomou conhecimento de “necessidades ao nível da otimização dos cuidados especializados aos doentes com COVID-19, nomeadamente do ponto de vista respiratório, que muitas vezes necessitam de medidas não tão convencionais para se obterem melhores resultados”.


Segundo Ivo Cardoso, estas respostas poderão ser mais necessárias face a um aumento do número de casos de doentes mais graves, o que ainda não se regista.


Outra necessidade apontada pelas autoridades cabo-verdianas foi precisamente na área da formação mais especializada e específica aos profissionais dos hospitais, para responder a estes doentes mais graves. Assim, outro dos propósitos desta missão é otimizar a capacitação, através de formação, dos recursos humanos destes hospitais nas áreas do atendimento do doente crítico e tratamento em cuidados intensivos.


Desde o início da pandemia, Cabo Verde registou 27.386 casos de COVID-19, que causaram 243 mortos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________