INEM Encaminhou Quase 5 Mil Doentes Através da Via Verde do AVC em 2020 - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

terça-feira, 30 de março de 2021

INEM Encaminhou Quase 5 Mil Doentes Através da Via Verde do AVC em 2020

 


O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) encaminhou 4.939 doentes com suspeita de acidente vascular cerebral (AVC) para os hospitais através da Via Verde do AVC em 2020, numa média de 14 casos diários, revelou hoje a entidade.


"O distrito do Porto continua a ser aquele que regista um maior número de casos, com 1.102 doentes encaminhados através da Via Verde do AVC, seguido de Lisboa e Braga, com 990 e 406 casos, respetivamente", assinalou em comunicado o INEM.


A média de 14 casos diários em 2020 é superior aos 12 casos diários no ano anterior (total de 4.415), especificou, adiantando que, já em 2021, até 29 de março, o INEM encaminhou 1.450 casos de AVC, ou seja, uma média de 16 casos diários.


Na véspera do Dia Nacional do Doente com AVC, que se assinala na quarta-feira, o INEM alertou para os principais sintomas desta doença súbita: falta de força num braço, boca ao lado e dificuldade em falar.


Os números referentes a 2020 indicam também que o Hospital de Braga foi o que mais casos suspeitos de AVC recebeu através da Via Verde do AVC, com 380 registos.


Seguem-se o Centro Hospitalar Lisboa Norte - Hospital de Santa Maria, em Lisboa, e o Centro Hospitalar e Universitário São João, no Porto, com 335 e 330 casos, respetivamente.


O INEM especificou ainda a evolução do número de casos nos últimos anos: 3.115 (2015), 3.386 (2016), 3.164 (2017), 3.496 (2018), 4.415 (2019), 4.939 (2020).


O AVC é um défice neurológico súbito, motivado por isquemia (deficiência de irrigação sanguínea) ou hemorragia no cérebro e continua a ser uma das principais causas de morte em Portugal, sendo também a principal causa de morbilidade e de potenciais anos de vida perdidos no conjunto das doenças cardiovasculares.


O INEM destacou que "as primeiras horas após o início dos sintomas de AVC são essenciais para o socorro da vítima, pois é esta a janela temporal que garante a eficácia dos principais tratamentos".


E acrescentou: "Por esse motivo, a colaboração com os profissionais do Centro de Orientação de Doentes urgentes (CODU) do INEM é fundamental para uma correta triagem e encaminhamento de todas as situações suspeitas de AVC".


Para prevenir um AVC, "deve-se adotar hábitos de vida saudáveis, evitar o tabaco e a vida sedentária e ter especial atenção a doenças como a hipertensão, diabetes ou arritmias cardíacas", advertiu.


Fonte: Noticias ao Minuto

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________