Simulacro no Heliporto de Baltar Testa Plano de Emergência - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

domingo, 28 de fevereiro de 2021

Simulacro no Heliporto de Baltar Testa Plano de Emergência

 


Realizámos hoje um exercício-teste ao plano de emergência do nosso heliporto.

 

O exercício Jeremias integra um regulamento necessário para o bom funcionamento do mesmo e também, para testar a capacidade de prontidão e conhecimento dos nossos bombeiros, inclusive os formados em Brigadas de Aeródromo.


Este simulacro envolveu um grande número de agentes de proteção civil e foi efetuado com as devidas normas de segurança contra o COVID-19.


O Presidente da Câmara Municipal de Paredes, Alexandre Almeida, e o Vereador da Proteção Civil, Elias Barros, participaram, hoje, como observadores, no Exercício à Escala Total que serviu de teste ao Plano de Emergência do Heliporto de Baltar. 


Nesta operação de socorro, comandada por António Ferreira, comandante dos Bombeiros Voluntários de Baltar, coadjuvado pelo diretor do Heliporto de Baltar, Paulo Soares, marcaram presença o Comandante Regional da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), Tenente-Coronel Rodrigues Alves, o Comandante Operacional Distrital do Porto (CODIS) Albano Teixeira e o Segundo Comandante, Leonel Alves. 


Este foi o primeiro simulacro realizado a nível nacional com uma brigada de socorro e segurança constituída para o efeito. O Heliporto de Baltar é o primeiro aeródromo a testar o Plano de Emergência de utilização exclusiva para operações de emergência e proteção civil, conforme autorização especial a emitir pela Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC). 


O simulacro assume particular importância como ferramenta de desenvolvimento da capacidade de reação de um aeródromo a um eventual acidente que ocorra nas suas infraestruturas.


De sublinhar ainda as presenças do Presidente da Direção dos Bombeiros Voluntários de Baltar, José Alberto Sousa, do comandante do Posto Territorial da GNR de Paredes, Horácio Afonso, do comandante dos Bombeiros Voluntários de Lordelo e representantes da Proteção Civil  e heliportos dos municípios da Covilhã, Famalicão, Armamar, Mêda e Figueiró dos Vinhos.

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________