Quando Quiserem Ser "Coitadinhos", Ponderem Fazê-lo Quando Não Tiverem Uma Farda Envergada - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sábado, 19 de setembro de 2020

Quando Quiserem Ser "Coitadinhos", Ponderem Fazê-lo Quando Não Tiverem Uma Farda Envergada

 


"Os coitadinhos dos bombeiros" - É a imagem que nos caracteriza. A imagem que nós criámos e continuamos a alimentar. Sim... "Nós", por uns pagam os outros.


Ai coitados dos bombeiros, andam aí na rua sem proteção. Ai coitados dos bombeiros que vão para os incêndios e não comem. Ai coitados dos bombeiros... Coitados o caralho.


Somos tudo menos coitados, Somos bombeiros, Somos bravos, Somos quem aparece no momento em que precisam de ajuda. Somos tudo, menos coitados.


E sabem o que é pior? É que somos nós que proporcionamos isto.


Deixem-se de lamentar. E quando quiserem ser "coitadinhos", ponderem fazê-lo quando não tiverem uma farda envergada.


Porque é que nos apelidamos de coitadinhos??


É tempo de acabar com o Bombeiro “coitadinho” e de elevar o nome de “Senhor Bombeiro” na nossa sociedade! Não é apropriado, nem admissível, nos dias de hoje, um Corpo de Bombeiros viver de esmolas.


Estamos num País que paga para ter Governantes, para ter Polícia, para ter uma Força da GNR no combate aos incêndios florestais, para ter uma Força Especial de Bombeiros, paga para ter Sapadores Florestais todo o ano, paga para ter uma estrutura operacional de Proteção Civil, paga para haver desporto, para haver cultura, para possuir um Serviço Nacional de Saúde, entre muitas outras coisas, todavia não paga para garantir a segurança de um bom socorro primário em Portugal, o que é inadmissível!


Apenas atribui subsídios, através de uma lei de financiamento, que não garante o mínimo, nem a qualidade necessária à realidade de cada Corpo de Bombeiros!


Dignifiquem a profissão, exijam melhores condições a quem vos comanda, aos vossos comandantes, aos vossos presidentes, mas não se façam de coitadinhos.


Agora, venham de lá esses "mimos" por mais este devaneio, mas jamais me vão silenciar.


Quando me sentir um coitadinho, eu saio pelo próprio pé...


José Filipe

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________