8 Meios Aéreos e 712 Operacionais Combatem Fogo em Oliveira de Frades - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 8 de setembro de 2020

8 Meios Aéreos e 712 Operacionais Combatem Fogo em Oliveira de Frades


Mais de 700 operacionais, apoiados por 225 viaturas e oito meios aéreos combatiam às 09h15 o incêndio em Oliveira de Frades, Viseu, que já alastrou ao concelho vizinho de Sever do Vouga, Aveiro, segundo a Proteção Civil.

De acordo com a informação disponível no 'site' da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), às 09h15 o incêndio mobilizava 712 operacionais, com o apoio de 225 veículos e oito meios aéreos.

O incêndio deflagrou na segunda-feira às 11:24 na localidade de Antelas, freguesia de Arcozelo das Maias, concelho de Oliveira de Frades, no distrito de Viseu.

O fogo chegou ao concelho vizinho de Sever do Vouga, distrito de Aveiro, ao início da noite e pode alastrar ao concelho vizinho (Águeda).

Um bombeiro de 41 anos morreu na segunda-feira enquanto combatia este incêndio no concelho de Oliveira de Frades.

O comandante nacional da Proteção Civil, Duarte da Costa, já apelou à "tolerância zero no uso do fogo".

No 'site' da ANEPC, cerca das 09:15, havia ainda um incêndio a preocupar na localidade de Alfarela, concelho de Celorico de Basto, no distrito de Braga, que mobilizava 101 operacionais, com o apoio de 31 veículos e um meio aéreo.

Às 09:15, a ANEPC dava conta de 145 incêndios em curso, que estavam a ser combatidos por 1.339 operacionais, com o apoio de 432 veículos e 13 meios aéreos.

Segundo a ANEPC, quatro incêndios estavam em resolução e 43 em conclusão.

Por causa da previsão de tempo quente, há hoje mais de 100 concelhos de 13 distritos de Portugal continental em risco máximo de incêndio.

O país encontra-se em alerta laranja até às 23h59 de hoje.

Fonte: Noticias ao Minuto

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________