Colisão em Auto-estrada Mata Jovem Militar da GNR no Dia de Aniversário - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 24 de junho de 2020

Colisão em Auto-estrada Mata Jovem Militar da GNR no Dia de Aniversário


Um militar da GNR do Montijo morreu esta terça-feira, no dia em que completaria 24 anos, após a moto em que seguia ter chocado violentamente contra um carro parado na A33, junto à Moita, por causa de um outro acidente fatal para mais um motard. Desde sábado, morreram pelo menos nove motociclistas nas estradas.

Bruno Curato, o militar que morreu, estava de férias. Ao final da noite de segunda-feira, o patrulheiro no posto do Montijo iniciou a viagem de moto pela A33. A essa hora já a artéria tinha o trânsito totalmente cortado junto ao quilómetro 26, no sentido Moita-Montijo. Pelas 23h20, um motard havia chocado com um carro, o que o levou a despistar-se e cair na faixa de rodagem. Quando o motociclista se levantou foi atropelado violentamente por um carro. Um dispositivo de socorro constituído por 13 operacionais e seis viaturas dos Bombeiros da Moita e da GNR foi mobilizado para o local, com o trânsito a ser totalmente cortado na A33. O óbito do motard, que teria cerca de 35 anos e não trazia identificação, foi confirmado no local.

Passava já pouco da meia-noite desta terça-feira quando Bruno Curato chegou, de moto, ao local do acidente. Ao que tudo indica não se terá apercebido a tempo do corte de trânsito causado pelo acidente anterior. Não conseguiu travar e evitar o forte choque num carro parado.

O mesmo dispositivo que tinha assistido a outra vítima, deu socorro ao guarda Curato, um antigo paraquedista. Sofreu ferimentos muito graves. Teve uma paragem cardiorrespiratória, foi transportado para o Hospital do Barreiro e transferido para o Garcia de Orta, Almada. Faleceu na tarde desta terça-feira.

Apenas no fim de semana, seis motociclistas morreram em acidentes de viação. As autoridades mostram-se preocupadas com o aumento dos acidentes no pós-desconfinamento.


PORMENORES
Ligado às máquinas
Os médicos do Hospital do Barreiro que assistiram Bruno Curato avaliaram como crítico o estado do militar. Foi decidida a sua transferência para o hospital de Almada, onde foi ligado às máquinas até falecer.

Acidentes investigados
O Núcleo de Investigação de Acidentes da GNR de Coina foi chamado a investigar os dois acidentes mortais em poucos minutos na A33.

Moto não matriculada
A moto do primeiro acidente não estava matriculada. A GNR investiga a propriedade.

Fonte: Correio da Manhã

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________