Peritos em Saúde Alertam para Risco de Contágio Disparar, SNS pode Entrar em Rutura - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 29 de abril de 2020

Peritos em Saúde Alertam para Risco de Contágio Disparar, SNS pode Entrar em Rutura


Os peritos em Saúde pública alertaram ontem, na reunião com o Presidente da República e o primeiro-ministro, que a abertura da economia e o progressivo levantamento das medidas de restrição vão provocar um aumento inevitável do número de pessoas infetadas com a Covid-19. 

Os cientistas deixaram claro que a pandemia poderá ter uma segunda onda de contágio e que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) corre sérios riscos de entrar em rutura quando se atingir um total de quatro mil cidadãos hospitalizados com a doença.

Os dados apresentados pelos epidemiologistas indicam que, a partir do momento em que forem levantadas as restrições, é necessário acompanhar todas as semanas a evolução do contágio do novo coronavírus. Com estas diligências, será possível ter uma noção da tendência de evolução da doença e, se necessário, aplicar de novo o estado de emergência e o consequente isolamento social.

A abertura da economia surge na sequência do fim do estado de emergência, às 23h59 de 2 de maio. Com o termo do estado de emergência, o Governo irá declarar o estado de calamidade em todo o País e abrir a economia de forma progressiva.

O próprio primeiro-ministro já deixou claro que o fim do estado de emergência não põe termo às medidas de controlo do contágio pelo coronavírus. António Costa alertou que é necessário os cidadãos manterem o isolamento social e utilizarem máscaras, por exemplo, como forma de evitar o aumento do contágio pelo coronavíus.

Nas vésperas de o Governo tomar uma decisão sobre a abertura da economia a partir de maio, o estado da situação do coronavírus em Portugal foi analisado numa das reuniões mais curtas, senão mesmo a mais curta, dos peritos em Saúde pública com Marcelo Rebelo de Sousa, António Costa, o presidente do Parlamento, representantes dos partidos com assento parlamentar e representantes dos parceiros sociais.

Os dados apresentados pelos epidemiologistas indicam que, neste momento, Portugal tem um número médio de contágios causados por pessoa infetada , o chamado R0, superior ao registado na Dinamarca, Noruega e República Checa, que já começaram a levantar as medidas de restrição: segundo o modelo internacional, Portugal tem um R0 de 0,94, o que compara com 0,7/0,8 naqueles três países referidos. Mas, usando o modelo nacional, o R0 é de 1,04, tendo aumentado face ao registado há duas semanas. Com o R0 abaixo de 1, a doença tenderá a extinguir-se entre a população. De qualquer forma, o número de mortos e hospitalizados tem vindo a cair em Portugal.

Após a exposição feita pelos peritos em Saúde pública, o primeiro-ministro considera haver dados disponíveis para haver abertura da economia. Hoje, Costa ouve os partidos. 

Fonte: Correio da Manhã

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________