Dez Bombeiros Sapadores de Braga Voltaram ao Serviço - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 22 de abril de 2020

Dez Bombeiros Sapadores de Braga Voltaram ao Serviço


Dez elementos da Companhia de Bombeiros Sapadores que estavam em quarentena por suspeitas, entretanto não confirmadas, de infeção por Covid-19, voltaram ao serviço e, nesta quarta-feira, estarão em pleno no seu turno de 24 horas consecutivas.

Segundo revelou ao JN o vereador da Proteção Civil e Bombeiros Municipais, Altino Bessa, dos cerca de 100 elementos da Companhia de Bombeiros Sapadores há, para já, oito positivos para o novo coronavírus, depois de num primeiro exame terem resultado negativo, pelo que "estamos desde o início desta situação a prestar apoio a todos os profissionais".

A Câmara Municipal de Braga foi pioneira no envio dos seus bombeiros sapadores para os exames no Centro de Rastreio de Braga, custeando todas as despesas, o que permitiu a deteção precoce e o eventual alastramento do foco de contaminação - cuja origem não está ainda determinada - a toda a corporação.

O comandante de Companhia de Bombeiros Sapadores de Braga, João Felgueiras, a par do plano de contingência municipal, implementou um esquema interno de turnos que visa evitar ao máximo eventuais contaminações, com pessoal em prontidão, mas parte a não permanecer no quartel, passando de novo os turnos de 12 para 24 horas.

A dedicação dos bombeiros sapadores bracarenses, que se voluntariaram para começar a transportar doentes com suspeitas da Covid-19 quando ainda nem sequer a isso estavam obrigados pelo protocolo operacional definido pelo INEM, tem merecido diversos elogios.

Fonte: JN

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________