Proteção Civil do Porto Decreta "Estado de Prontidão Máxima" no Distrito - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sábado, 14 de março de 2020

Proteção Civil do Porto Decreta "Estado de Prontidão Máxima" no Distrito

A Comissão Distrital de Proteção Civil do Porto decretou o "estado de prontidão máxima" no distrito e decidiu estabelecer um calendário de reuniões diárias "em articulação e supervisão técnica" da Administração Regional de Saúde do Norte.

Em declarações à agência Lusa, após uma reunião na sexta-feira à noite, que durou cerca de três horas e decorreu no Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto, o presidente Comissão Distrital de Proteção Civil (CDPC), Marco Martins, indicou que a sessão serviu para "planear os vários cenários futuros", numa fase em que "a previsão é de aumento de casos nos próximos dias" relacionados com a Covid-19.

"O dispositivo vai funcionar, reportar e reunir diariamente. Caminharemos, ficou decidido hoje [sexta-feira], para uma vigilância muito mais apertada que poderá significar medidas progressivamente mais restritas. Está decretado o estado de prontidão máxima", disse Marco Martins.

A CDPC do Porto junta representantes de vários setores do distrito, nomeadamente autárquico, saúde e segurança, desde INEM, PSP, GNR a corpos de bombeiros, bem como Segurança Social.

Marco Martins, que é também presidente da Câmara de Gondomar, adiantou que na reunião marcou presença o presidente da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N), tendo este feito o retrato da doença que Organização Mundial de Saúde (OMS), que declarou na quarta-feira como pandemia.

O autarca descreveu, ainda, que a reunião serviu também para partilha de testemunho, através dos presidentes de Câmara locais, da situação vivida em Lousada e Felgueiras, concelhos onde os residentes nos concelhos foram aconselhados a evitar deslocações desnecessárias depois de identificados casos positivos com o novo coronavírus.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________