Dois Bombeiros de Lousada Isolados, Comandante Critica Kit "Ridículo" - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 10 de março de 2020

Dois Bombeiros de Lousada Isolados, Comandante Critica Kit "Ridículo"


Dois bombeiros de Lousada estão em isolamento, desde domingo, depois de terem transportado um doente que acabou por ser validado como caso positivo de coronavírus. O comandante, José Carlos Aires, garante que estão bem, que a medida é preventiva e que a corporação não está alarmada.

O transporte do doente já aconteceu no dia 4, mas, na altura, o caso não era suspeito. Este domingo, a Direção-Geral da Saúde entrou em contacto com a corporação e pediu que os dois elementos que tripularam a ambulância, ambos funcionários, ficassem em isolamento.

O comandante lamenta a falta de equipamento de proteção que existe para fazer face a possíveis respostas perante a situação vivida no concelho, um dos com mais infetados no país.

"É insignificante e ridículo o kit que foi distribuído em Lousada com seis óculos, quatro batas e 10 pares de luvas descartáveis. Há falta de material de proteção, estamos a tentar resolver para proteger os bombeiros", sustenta. Na dúvida, os casos serão tratados como suspeitos, mas os kits podem não durar "para uma semana".

José Carlos Aires pede ainda que as pessoas não omitam informações às entidades de saúde para não colocarem em risco os elementos de socorro.

"Se novos casos acontecerem podem ficar limitados em termos de efetivo para dar resposta aos pedidos de ajuda da população, como pode acontecer com a classe médica", aponta, lembrando que, com o crescente número de casos na localidade, o INEM não vai ser capaz de assegurar o socorro que terá de ser feito também pelos bombeiros.

Os dois elementos estão estáveis e assintomáticos. No quartel está ativado o plano de contingência e as boas práticas, com maior higienização das mãos, dos veículos e menos contactos entre os soldados da paz.

Recorde-se que em Lousada, e no vizinho concelho de Felgueiras, que são o principal foco de casos no norte do país, foram fechadas todas as escolas, assim como ginásios, bibliotecas, piscinas e cinemas, entre outros equipamentos municipais, sendo a população aconselhada a evitar deslocações desnecessárias.

Fonte: JN

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________