Arrasta Militar Ciclista Durante 50 Metros Após Atropelamento - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sábado, 14 de março de 2020

Arrasta Militar Ciclista Durante 50 Metros Após Atropelamento


Um militar que realizava um treino de ciclismo, foi atropelado por um carro na Charneca de Caparica, em Almada, e arrastado debaixo da viatura durante pelo menos 50 metros. A vítima teve de ser transportada, em estado considerado crítico, para as Urgências do Hospital Garcia de Orta, em Almada.

O alerta foi dado pelas 08h50 de quinta-feira. A vítima estava a treinar sozinha, na rua Oliveira Feijão, situada na zona de Palhais, na Charneca de Caparica, Almada, quando se deu o atropelamento. Ao que o CM apurou, o ciclista, que tem entre 30 a 35 anos, não terá visto o automóvel que o atropelou. O embate foi muito forte, a ponto de o condutor não ter conseguido travar.

Em pânico, foi o proprietário da viatura responsável pelo acidente que chamou o socorro. Além da GNR, que cortou o trânsito, e criou um perímetro de segurança, foram chamados os Bombeiros de Cacilhas. Fonte oficial desta corporação explicou ontem ao CM que o trabalho dos operacionais no local foi muito complicado. "Tivemos de recorrer a macacos hidráulicos, com o intuito de levantar o carro com bastante cuidado. O ciclista estava debaixo do mesmo, inconsciente", referiu a mesma fonte.

Foi necessário estabilizar o ferido, que só ao fim de largos minutos é que foi transportado para as Urgências do Hospital Garcia de Orta. Sabe o CM que o militar das Forças Armadas, que participa em provas amadoras de ciclismo, apresentava vários hematomas no corpo.

Fonte: Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________