Polícia Municipal e Sapadores do Porto criam unidade cinotécnica - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

domingo, 16 de fevereiro de 2020

Polícia Municipal e Sapadores do Porto criam unidade cinotécnica

Foto: Filipa Brito
A Polícia Municipal e os Sapadores Bombeiros do Porto criaram uma unidade cinotécnica cuja principal missão é apoiar equipas de busca e salvamento de vítimas soterradas, adianta hoje o portal da câmara local.

Esta unidade de busca e resgate tem, além dos operacionais, quatro cães de raça pastor-alemão, com idades entre os três meses e um ano e que foram adquiridos no início de 2020, refere a mesma informação.

"Estes agentes de quatro patas, provenientes de Espanha e Portugal, terão como principal missão o apoio das equipas de busca e salvamento de vítimas soterradas em caso de derrocadas, desabamentos de terra ou colapsos de estruturas", sustenta a nota.

Os animais foram submetidos a vários testes técnicos de forma a averiguar as suas capacidades e estão, agora, a realizar treinos diários com o auxílio de um tratador profissional e de cuidadores oriundos dos dois corpos municipais.

O objetivo é criarem aptidões de socialização e serem introduzidos a exercícios básicos de obediência para que, posteriormente, possam estar aptos para o salvamento de vidas humanas, sublinha o portal.

No entanto, este é um processo demorado e um exercício de paciência, uma vez que exige um acompanhamento permanente e um processo longo de adaptação por parte do animal ao seu tratador e cuidador, afirma o comandante da Polícia Municipal, António Leitão, citado na nota.

Além destes quatro cães, a equipa poderá ainda ser reforçada com mais um.

António Leitão explica que a criação desta unidade era uma necessidade que já tinha há muito sido identificada, tendo aproveitado o facto de terem elementos com treino nas valências cinotécnicas para criarem uma unidade no Município do Porto.

Já o comandante do Batalhão de Sapadores Bombeiros, igualmente mencionado na publicação, considera que esta medida poderá ser uma mais-valia porque se têm vindo a verificar fenómenos meteorológicos extremos e porque estão para breve as intervenções de alargamento da rede de metro do Porto.

"Dessas situações poderão resultar ocorrências que suscitem a intervenção do Batalhão de Sapadores Bombeiros e da Polícia Municipal, que se encontram agora precavidos com os meios necessários para dar resposta a este tipo de eventualidades", assegura Carlos Marques.

Fonte: Noticias ao Minuto

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________