Confrontos entre bombeiros e polícia em Paris durante manifestação de protesto - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Confrontos entre bombeiros e polícia em Paris durante manifestação de protesto


Uma manifestação de bombeiros em Paris, exigindo melhores condições de trabalho, degenerou hoje em confrontos com a polícia, que recorreu a gás lacrimogéneo e utilizou bastões para dispersar um protesto muito ruidoso.

Os sindicatos convocaram para a capital francesa uma manifestação de bombeiros vindos de todo o país, com os manifestantes a utilizarem tochas para assinalarem o seu protesto.

Os sindicatos exigem um aumento do subsídio de risco de 19% para 25% no cumprimento das suas missões, e dizem que as reduções no pessoal estão a provocar crescentes dificuldades no seu trabalho. Referem ainda que estão a aumentar os ataques contra o seu pessoal.

Quatro dias após a aprovação pelo Governo francês de dois projetos-lei relacionados com a reforma do sistema de pensões, muito contestada nas ruas desde há meses, os bombeiros também pretendem obter o estatuto de trabalho de risco, que permite a reforma antecipada.

A polícia assegurou na sua conta Twitter que 200 a 300 bombeiros saíram do percurso autorizado na avenida Parmentier, forçando a polícia de choque a intervir.

Os responsáveis policiais referiram ainda que os manifestantes não cumpriram o seu compromisso, ao comparecerem na marcha com os seus capacetes e as fardas de trabalho.

Os bombeiros já se tinham manifestado em outubro, quando também ocorreram confrontos com a polícia. Na ocasião, um dos participantes na cidade de Dijon (sul) foi gravemente ferido num olho e ainda não recuperou a visão.

A França conta com cerca de 240.000 bombeiros, dos quais 40.500 são profissionais, 195.000 voluntários e 12.500 possuem um estatuto militar especial em Paris e Marselha, as duas maiores cidades do país.

Fonte: Sapo 24

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________