Chuva no fim de semana ajudou pouco. Fogos na Austrália geram alertas - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Chuva no fim de semana ajudou pouco. Fogos na Austrália geram alertas


Fogos em Victoria e Nova Gales do Sul e a situação na Ilha Kangaroo, no Sul da Austrália, continuam hoje a mobilizar os serviços de emergência apesar da chuva em alguns locais ter melhorado a situação, segundo fontes oficiais.

Uma das zonas de maior preocupação continua a ser na região nordeste do estado de Victoria, especialmente em Gippsland Leste, onde novos alertas foram emitidos hoje avisando as populações de várias localidades que devem sair de casa rapidamente.

Um porta-voz dos Serviços de Emergência de Victoria disse à Lusa que há zonas da frente de fogo que estão a "comportar-se erraticamente" o que faz aumentar o risco apesar de uma ligeira melhoria das temperaturas na zona.

"Há zonas bastantes secas, com muito material que arde rapidamente", explicou, notando que se espera alguma chuva para algumas zonas na segunda metade desta semana.

Os fogos que continuam em Nova Gales do Sul e Victoria estão a fazer agravar a poluição atmosférica de grande parte do sudeste da Austrália, com a qualidade do ar a agravar-se na capital australiana, Camberra.

A situação atmosférica é tão grave que Camberra está hoje entre as dez cidades mais poluídas do mundo, apesar de não ter qualquer fogo ativo no território.

As condições melhoraram ligeiramente durante o fim de semana em Nova Gales do Sul, apesar de um porta-voz do NSW Rural Fire Service em Sydney confirmar à Lusa que há pelos menos 111 fogos ativos dos quais "cerca de 40 ainda por controlar".

A mesma fonte explicou que a chuva do fim de semana ajudou em algumas zonas, mas que não foi suficiente para controlar todos os focos de problemas.

Uma das notícias mais positivas diz respeito a um fogo na região noroeste de Sydney, nas Gospers Mountain, que foi finalmente controlado no domingo depois de durante mais de dois meses e meio ter queimado mais de 512 mil hectares.

"A contenção demorou mais do que o esperado devido às pouco favoráveis condições climatéricas. Mas conseguimos finalmente controlar o fogo", disse o RFS da região de Hawkesbury, num post no Facebook.

Entretanto o ministro do Tesouro australiano anunciou um pacote de 50 milhões de dólares australianos (cerca de 31 milhões de euros) para apoio à recuperação da vida selvagem destruída pelos fogos das últimas semanas.

Citado pela imprensa australiana, Josh Frydenberg disse que metade deste pacote inicial será para um Fundo de Recuperação de Emergência e o resto será dividido entre os grupos ambientais que estão a atuar "na linha da frente".

O Governo de Nova Gales do Sul também já iniciou um programa de transporte de alimentos para animais em vários pontos do país, especialmente em Kangaroo Valley, Capertee e Wolgan e nos parques nacionais Yengo, Jenolan, Oxley Wild Rivers e Curracubundi.

As populações de muitas espécies, incluindo koalas e cangurus já estavam a sentir os efeitos da prolongada seca, que se agravou agora com a extensa destruição dos incêndios que causaram 27 mortos e destruíram uma área maior que Portugal.

Fonte: Noticias ao Minuto

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________