Proteção Civil Sem Helicópteros de Resgate e Salvamento - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sábado, 7 de dezembro de 2019

Proteção Civil Sem Helicópteros de Resgate e Salvamento


A Proteção Civil não dispõe de helicópteros de resgate e salvamento nem de tripulações com competência para o socorro aéreo. Apesar de manter uma frota de helicópteros permanente, estas aeronaves não estão equipadas com guincho nem as tripulações incluem recuperadores salvadores. Só a Força Aérea tem esta capacidade para o resgate, mas apenas durante o dia. À noite há limitações que impedem operações aéreas de resgate e salvamento, socorro que o país já teve mas que deixou de estar disponível.

Na madrugada do dia 28, um homem caiu numa ravina, nas Grocinas, em Penela (Coimbra). À 1h10, “o próprio deu o alerta”, mas só foi resgatado mais de nove horas depois, já às 10h25, num helicóptero de combate a incêndios e com uma tripulação adaptada. É que os helicópteros da Proteção Civil deixaram de ter recuperadores salvadores. Desde que os Kamov pousaram no chão, em 2015, que as operações de resgate aéreo da Proteção Civil foram suspensas.

Fonte: Expresso

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________