O Sentimento Estranho de Quem Trabalha a Noite de Natal - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 24 de dezembro de 2019

O Sentimento Estranho de Quem Trabalha a Noite de Natal


Boa noite amigos.
Antes demais desejar-vos a todos um Bom Natal.

Estando hoje a trabalhar, e como já não é a primeira vez que acontece estar a trabalhar na noite de Natal, hoje apetece-me partilhar alguns sentimentos que se vão vivendo ao longo da noite.

Nesta noite janta-se cedo, muito cedo, e para mim não foi excepção, por volta das 18h30 já estava à mesa a comer um bom bacalhau acompanhado de batatas como manda a tradição. Em casa já se vivia a confusão habitual da noite de Natal com os miúdos ansiosos com a chegada do Pai Natal.

Jantei no meu canto envolvido em milhões de pensamentos...

Vesti o casaco de agasalho e despedi-me de toda a família com votos de uma boa noite e continuação de bom natal.

Quando se sai porta fora numa altura destas, vem à mente mais que nunca aquela velha sina, "sei que vou mas não sei se volto".

A viagem até ao quartel dura pouco mais de dez minutos dada a proximidade, e nestes minutos sou invadido por um sentimento estranho, um sentimento que não é de alegria nem de tristeza, um sentimento que me parece mais uma dádiva de Deus, pois nem todos podem ser o que nós somos, nem todos conseguem ter o dom que nós temos, nem todos conseguem viver o que nós vivemos, nem todos conseguiriam largar a família na noite de natal, (ossos do oficio).

Agora, aqui sentado no meu corpo de bombeiros, aguardo que o telefone toque, na realidade tenho esperança que isso não aconteça, porque será um bom sinal para todos.

Neste momento a minha família, são os camaradas que estão de serviço comigo, e acreditem, que por muito que nos custe estar aqui, sim porque podem dizer o que disserem mas numa noite destas custa muito estar aqui, nós daremos sempre o nosso melhor em prol daqueles que precisem do nosso auxilio, porque sabemos do que somos capazes, porque sabemos que esta é a nossa vida, esta é a nossa missão, a missão da "Vida por Vida" para que outros vivam.

Amigos, com um sentimento estranho à mistura, sentimento esse que sei que permanecerá até de manhã à hora de saída, desejo-vos uma vez mais, Um Santo e Feliz Natal, e aproveitem a presença da vossa família, porque numa noite como esta, é o que podemos ter de melhor.

Sejam Felizes!

Feliz Natal!

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________