IPG e ENB Formam para Prevenção de Catástrofes - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

IPG e ENB Formam para Prevenção de Catástrofes


O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai formar bombeiros em “Média e Proteção Civil” em parceria com a Escola Nacional de Bombeiros (ENB) e com a participação da Federação Distrital de Bombeiros da Guarda.

A assinatura do protocolo que materializa essa parceria contou com a presença da secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar. 

Para o presidente do Politécnico da Guarda, Joaquim Brigas, “sendo Portugal dos países que mais sofre com os incêndios florestais, criámos a pós-graduação em ‘Média e Proteção Civil’ para capacitar os bombeiros para agirem de forma rápida e comunicarem eficazmente perante as situações de crise”. 

O presidente da ENB, José Ferreira, sublinha que, “com este projeto dá-se mais um passo no objetivo de ser criada uma rede de conhecimento dos bombeiros e de outros agentes de Proteção Civil na região da Guarda”.

A Pós-Graduação em “Média e Proteção Civil”, certificada pelo IPG e pela ENB, terá a duração de dois semestres e está prevista que arranque no início de 2020.

A formação irá permitir analisar contextos de prevenção, fazer planeamento de riscos, dar respostas face a catástrofes ou crises de emergência e comunicar de forma rápida e transparente com os órgãos de comunicação social – um dos principais canais de difusão de informação para a população.

Paulo Amaral presidente da Federação de Bombeiros da Guarda aponta que, “trata-se de uma pós-graduação pioneira, que potencialmente irá ser frequentada, maioritariamente, por bombeiros”, lembrando que, “será sempre uma mais-valia para todos em caso de catástrofe”.

LBP

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________