E Se a Solução Estiver na Divisão do Mundo dos Bombeiros? - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

E Se a Solução Estiver na Divisão do Mundo dos Bombeiros?


“O senhor Ministro Eduardo Cabrita, não tem condições para continuar porque…….
O senhor Ministro Eduardo Cabrita, tem condições para …. E por isso é bom que seja reconduzido …….
O Governo quer Orçamentar ou Orçamentou menos que aquilo que a LBP acha que deve ser o mínimo e por isso avisa que esta medida pode trazer forte contestação ao sector.”
Parece-me um “Déjà vu”, estes avanços e recuos, este gingar, este torcer de rins já é velho, está gasto.
​ Está mais que claro que o Governo, não sei se este em particular se todos até hoje, não acredita que possamos fazer alguma coisa, não acredita que tenhamos alguma força. E sabem porquê? Porque eles, Governo, sabem que nós não nos conseguimos articular, que berramos muito, mas não agimos e não agimos por várias razões, e pasme-se, até por razões politicas. Sim por razões politicas. Nós somos os mesmos que, ao que parece, há uns anos quando se discutia a hipótese de se entregarem as ambulâncias ao INEM, alguns, “pela chamada porta do cavalo” diziam, “não se importem, nós ficamos com outra. Nós somos os mesmos que quando foi decidido “deixar às escuras a ANPC”, não reportando as saídas aos respectivos CDOS, fizemos, alguns, exactamente o contrário. Ou seja, somos aqueles que como eu costumo dizer não precisamos de inimigos, pois eles estão todos cá dentro, e o Governo sabe disto e por isso não costuma ligar aquilo que reivindicamos.

Agora, segundo a LBP, até faltam as verbas para podermos ir ao Teatro que foi uma das medidas daqueles benefícios que foram apregoados.

De quem é a culpa? É da LBP, porque já não consegue fazer passar a mensagem; É da LBP porque não consegue mobilizar os associados; É de nós todos porque não damos força às Estruturas que nos representam e fazemos questão de o afirmar aos sete ventos. Venha essa contestação, venha essa força que nós temos e veremos se nos ouvem ou não ouvem, mas não demorem, porque um dia destes é tarde e tanto faz espernear como não, depois só nos cansamos.
Querem mesmo mudar o rumo das coisas?
Estava tentado a apelar à União, mas como já vimos diversas vezes, ou vezes demais, ela é difícil de alcançar, eu levantava aqui outra abordagem para este tema.
Será que este modelo ainda tem pernas para andar? Será que ainda dará alguma coisa? Este modelo foi-se adaptando ao longo dos tempos, consoante as necessidades que a sociedade foi sentindo e por isso nasceram as AHBV com os seus CB’s, criou-se assim uma coisa com duas cabeças e as coisas foram correndo com as duas cabeças a terem as suas ideias.

Para mim está visto que este modelo não funciona, há que profissionalizar e autonomizar o CB, dar-lhe vida própria, independente da Associação e estas seguirem também o seu percurso, mas sem CB. Parece-me não fazer sentido existirem duas “cabeças” num mesmo corpo.

Profissionalize-se o CB, dê-se-lhe a hipótese de ter no seu seio Voluntários, mas de forma a não depender deles, haveria assim Voluntários de corpo e alma, até porque carga de água se para todas as outras actividades há profissionais para este não os pode haver. Eu sei que temos, deixem-me chamar-lhes assim, a “FEB e os GIPS”, mas se se profissionalizar e autonomizar o CB, debaixo de uma entidade qualquer, ANEPC, Município ou outra qualquer, deixariam de fazer sentido outras forças e ganhariam força as forças de proximidade, ou seja os BOMBEIROS.
Eu sei que esta ideia pode ser polémica e até pode ser apelidada de muitas outras coisas, mas é uma ideia.
Que o ano de 2020 traga bons ventos e grandes conquistas para todos vós em geral e para o Sector dos Bombeiros em particular.
Assim seja!!!!!!

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________