Recolha selectiva em festas e romarias rendeu novos equipamentos aos Bombeiros de Valongo e de Ermesinde - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Recolha selectiva em festas e romarias rendeu novos equipamentos aos Bombeiros de Valongo e de Ermesinde


Os Bombeiros Voluntários de Valongo e os de Ermesinde receberam esta terça-feira novos equipamentos de protecção individual, atribuídos no âmbito do projecto da Lipor “Recolha Selectiva em Festas e Romarias”

Os donativos resultam da quantidade de resíduos recicláveis recolhidos em 2018 nas festas da Santa Rita, da Feira da Regueifa e do Biscoito e do São João de Sobrado, refere uma nota da autarquia.

Este projecto foi implementado (no ano passado) num total de 26 festas, romarias e similares, tendo sido recolhidos 30.585 quilos de resíduos recicláveis (papel, cartão, embalagens de plástico e metal e vidro).

O objectivo é a “promoção da recolha selectiva em nichos caracterizados por um elevado potencial de produção de resíduos, tais como festas e romarias, feiras temáticas e similares, bem como eventos de carácter académico, cultural e desportivo, dado que são eventos que atraem grande parte da população”, refere a Lipor em comunicado.

O projecto teve início em 2017 e envolve os oito municípios associados da Lipor. Contempla a instalação de equipamentos para a deposição selectiva de resíduos, a sensibilização presencial e a entrega de sacos para a separação de resíduos aos comerciantes presentes em cada festa, bem como a presença de uma equipa operacional durante o evento, com vista a potenciar a separação criteriosa e o correcto encaminhamento de materiais recicláveis que não tenham sido devidamente depositados.

Todos os resíduos de papel/cartão, embalagens de plástico e metal e vidro são recolhidos de forma segregada e, posteriormente, pesados, sendo também efectuada a respectiva análise qualitativa.

A iniciativa, que tem como mote “Os seus resíduos podem ser a peça que falta”, garante a atribuição de um benefício direccionado a causas sociais e de apoio à comunidade, em função das quantidades de materiais recolhidos nestes locais, no âmbito da responsabilidade social.

As entidades beneficiárias que receberam os donativos foram: Acção Social da Paróquia (Espinho), Associação Patinhas sem Lar (Espinho), Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Areosa (Gondomar), Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Valbom (Gondomar), Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de São Pedro da Cova (Gondomar), Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Melres (Gondomar), Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Gondomar, Associação de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental da Maia (APPACDM), Associação No Meio do Nada – Kastelo (Matosinhos), Associação Portuguesa de Deficientes (Porto), Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim, Clube Naval Povoense, Igreja Matriz (Póvoa de Varzim), Associação Mapadi (Póvoa de Varzim), Bombeiros Voluntários de Valongo, Bombeiros Voluntários de Ermesinde (Valongo) e os Bombeiros Voluntários de Vila do Conde.

Fonte: Verdadeiro Olhar

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________