Menor Sem Carta ao Volante de Um Audi Choca Contra Carrinha e Foge - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Menor Sem Carta ao Volante de Um Audi Choca Contra Carrinha e Foge


Uma colisão frontal entre uma carrinha que transportava trabalhadores agrícolas e um ligeiro de passageiros provocou oito feridos, dois dos quais em estado grave, num acidente que ocorreu pelas 07h40 da manhã de terça-feira, em Alcanhões, concelho de Santarém. 

O condutor do ligeiro conseguiu sair da viatura e fugir logo após o embate, tendo sido apanhado por populares que entretanto foram no seu encalço, num olival já longe do local do acidente.

Segundo o CM apurou, o condutor é menor de idade e não tem carta de condução, bem como o veículo que conduzia, uma carrinha Audi, não tem seguro automóvel nem a inspeção obrigatória em dia. Os populares trouxeram-no novamente para o local e esperaram até à chegada da GNR. Como se queixava de dores fortes na zona do tronco, o jovem acabou por ser transportado ao Hospital de Santarém como um dos feridos graves.

Dos trabalhadores que seguiam na carrinha, uma mulher também sofreu ferimentos graves, ao passo que seis vítimas foram assistidas no local pelos bombeiros e transportados ao Hospital, com ferimentos ligeiros. No local, estiveram 20 elementos dos Bombeiros Municipais e Voluntários de Santarém, Voluntários de Pernes e Municipais de Alpiarça, apoiados por nove viaturas, e a GNR, que tomou conta da ocorrência e está a investigar as causas do acidente.

O acidente ocorreu na Rua António Caetano Rodrigues, uma antiga estrada vicinal hoje alcatroada, mas que é muito utilizada por viaturas agrícolas, e que esteve cortada ao trânsito enquanto decorreram as operações de socorro.

Fonte: Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário