"Bravos heróis" vai dar voz aos homens no terreno - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 31 de julho de 2019

"Bravos heróis" vai dar voz aos homens no terreno


A partir de sábado e durante oito semanas, a iniciativa "Bravos Heróis" propõe-se dar voz aos comandantes de bombeiros das corporações, apresentar dicas de prevenção às populações e sugerir comportamentos a ter em conta em caso de alerta de incêndio.

O projeto, que vai morar nos sites do "Jornal de Notícias", "Diário de Notícias" e TSF - meios do Global Media Group (GMG) -, pretende dar origem a um grande movimento nacional de sensibilização.

"Todos somos necessários para reduzir o número de incêndios", declarou Domingos de Andrade, diretor do "Jornal de Notícias", ontem, na sede da Liga dos Bombeiros Portugueses, em Lisboa, a quem coube apresentar "Bravos Heróis". Realçou "a importância de se dar voz a quem confiámos durante todo o ano, os 42 mil bombeiros que são bravos heróis, que trabalham para resgatar pessoas". Entre as rubricas em preparação, o diretor do JN destacou aquela que dará visibilidade aos comandantes de várias corporações do Norte ao Sul do país.

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, classificou a iniciativa como "um verdadeiro exercício de cidadania". Por causa das alterações climáticas, enquadrou, são esperados incêndios de alguma dimensão e, por isso, é necessário apostar na prevenção.

MINISTRO APELA À UNIÃO

"É fundamental unirmo-nos neste esforço nacional em torno dos que estão em primeira linha [bombeiros]". Apelou mesmo à "serenidade e confiança nos nossos bombeiros", deixando claro que enquanto os fogos estão em curso, não é altura para criticar.

Jaime Marta Soares, presidente da Liga dos Bombeiros, considerou que os efetivos nacionais estão ao nível do melhor do Mundo no combate e defendeu que o problema está nas condições da floresta: "Não se fizeram os caminhos que deviam ter sido percorridos em defesa da estrutura da floresta".

"Bravos Heróis" conta com o apoio da Tabaqueira, e o diretor-geral Miguel Matos começou por demonstrar "solidariedade com todos os que se sacrificam pelo combate", para depois salientar que os novos cigarros são já sem combustão.

À MARGEM

Mais de 20 mil por ano

Segundo o balanço de Eduardo Cabrita, nos últimos dez anos, registaram-se cerca de 20 500 incêndios por ano e ardeu uma média de 140 mil hectares.

Redução em 2018

No ano passado, o número de incêndios caiu para os 12 mil, menos 44%, disse. Este ano, ressalvou, até à data, o número de ignições estará 34% abaixo.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________