Aviões de Combate a Incêndios Vindos de Espanha Inspecionados em Santarém - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sexta-feira, 5 de julho de 2019

Aviões de Combate a Incêndios Vindos de Espanha Inspecionados em Santarém


Duas aeronaves AT8T aterraram esta quarta-feira, 3 de julho, no aeródromo de Santarém, onde vão ser inspecionadas por especialistas da Força Aérea Portuguesa antes de serem integradas no corpo de meios aéreos do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) 2019.

Oriundas de Espanha, as aeronaves foram fretadas por uma empresa que possui um hangar de manutenção aeronáutica no aeródromo de Santarém, e que venceu o concurso público para fornecimento destes meios aéreos ao dispositivo da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Segundo a Rede Regional conseguiu apurar, a inspeção da Força Aérea deverá ocorrer durante a manhã de quinta-feira, 4 de julho, seguindo depois as aeronaves para Beja, onde ficarão, para já, estacionadas durante o denominado “reforçado – nível IV” do DECIR 2019, que termina a 30 de setembro.

A Diretiva Operacional Nacional (DON) do DECIR 2019, anunciado no passado mês de abril como o maior de sempre, prevê 60 meios aéreos para combater os incêndios durante esta fase, incluindo um helicóptero da Força Aérea que será ativado em caso de necessidade para coordenação aérea.

Além dos meios aéreos, nos próximos três meses vão estar operacionais 11.492 elementos, 2.653 equipas e 2.493 veículos dos vários agentes presentes no terreno, o que significa mais 725 operacionais, 190 equipas e 30 viaturas em comparação com o mesmo período de 2017.

O DECIR 2019 é constituído por meios dos Corpos de Bombeiros (5 729), da Força Especial de Bombeiros da ANEPC (256), do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da Guarda Nacional Republicana (1 842) e da Unidade de Emergência de Proteção Civil da GNR (1 213), da Polícia de Segurança Pública (338), dos Sapadores Florestais (1 610), do Corpo Nacional de Agentes Florestais do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (248), da Afocelca (256) e das Forças Armadas (220).

Fonte: Rede Regional

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________