Uma Questão de Justiça … - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

domingo, 27 de janeiro de 2019

Uma Questão de Justiça …


Já há dias andei às voltas com este tema, mas hoje após ver a reportagem na SIC sobre o “problema” da integração na Função Pública dos Operadores de Comunicações dos CDOS deu-me vontade de voltar a ele.

Para que não restem dúvidas sempre os considerei e penso que 99,99 dos Portugueses como Funcionários Públicos, Funcionários do Estado, independentemente de quem e como lhes pagavam. Não quero saber se era uma “Barriga de aluguer”, não quero saber se era a ANPC, se era a ENB, quais os protocolos existentes para isso, nada disso me interessa, o que acho relevante neste processo é a percepção que toda, mas toda mesmo, gente tinha. Funcionários Públicos.

Vão ser integrados? Já deviam estar e há muito tempo, com uma carreira própria condizente com a responsabilidade e com os condicionalismos de trabalhar por turnos, que isso acarreta. Que os “servidores” de qualquer instituição devem ser bem tratados é o que se espera, quando se trata do Estado essa expectativa aumenta, até porque sempre ouvimos dizer e apregoar que o Estado é uma pessoa de bem.

Sempre gostei de pessoas inteligentes, nunca fui grande adepto de “Chicos Espertos” e a proposta que está a ser feita a estes Profissionais, que são imprescindíveis no desenrolar de todas as operações de PC, ainda que na maior parte do tempo estejam no anonimato é quanto a mim uma “Chico Espertice” e disso eu não gosto.

Dizer alguém, que deu o “coiro” durante anos e anos que agora vai ser integrado na base de uma carreira de Assistente Técnico é no mínimo uma desonestidade intelectual, para não dizer mais. Tentar garantir o alcançar das metas orçamentais à custa do esforço de quem dá o “coiro” todos os dias quando se deixam passar enormidades em termos financeiros, deixa-me revoltado e triste com o rumo do meu País.

Outra coisa que me revoltou ao ver a reportagem foi ver pessoas de cara “tapada” e voz distorcida para defenderem o que acham, e bem, serem os seus direitos. Espero, sinceramente, que tenha sido por vontade própria e não pelo facto de ter havido algum “passarinho, ou passarão” a piar-lhes ao ouvido que poderiam sofrer com isso, espero mesmo que tenha sido por opção pessoal e não uma opção forçada. Sabem é que Salgueiro Maia saiu de Santarém para acabar com o “Estado a que Chegamos” há quase 45 anos, não podemos e não devemos voltar lá atrás.

Depois nesta questão há uma coisa que me mete alguma impressão, ainda há dias todos vemos e falou-se dos cinquenta e tal ou noventa e tal Técnicos para a AGIF, para isso há dinheiro de sobra, para estes que andam hã décadas “nisto” propõe-se uma redução do salário, será que isto tem lógica, ou será mesmo uma questão de “cor de pele”?

Lutem, porque vocês merecem, e espero que o apoio não vos falte.

Martins Andrade

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________