As três formas de resgatar o menino espanhol que caiu a um poço e o caso semelhante de 2015 - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

As três formas de resgatar o menino espanhol que caiu a um poço e o caso semelhante de 2015


Os alarmes soaram há mais de 24 horas, quando Yulen, de dois anos desapareceu, perto de Málaga, Espanha.

Um poço com 100 metros de profundidade foi o primeiro local assinalado pelos familiares que ainda tiveram esperança de que a pequena criança se tivesse perdido num outro local. A confirmação do que mais se temia veio com as imagens, captadas no interior do poço, que mostraram o saco de rebuçados que Yulen tinha quando deixou de ser visto. Agora, há três hipóteses em aberto para o tiraram do local.

Além da profundidade, o curto diâmetro do buraco onde o menino caiu, no domingo, está a dificultar as operações das autoridades espanholas. São entre 20 a 25 centímetros, que tornam quase impossível qualquer opção de resgate. A Guardia Civil espanhola aposta em três diferentes hipóteses para chegar até ao local onde Yulen está.

A primeira opção passa por fazer um poço paralelo, com a mesma profundidade e um metro e meio de largura, explica o jornal "El País". Para que esta operação seja viável é importante revestir o poço já existente de forma a evitar desmoronamentos.

A escavação da encosta até que se chegue ao local onde as autoridades acreditam que o menino está é a segunda hipótese. A terceira oportunidade passa por extrair a terra que se encontrou na cavidade, a cerca de 73 metros de profundidade.

Para o local foram destacados elementos do serviço 112, do Consórcio Provincial de Bombeiros, Proteção Civil, a Equipa de Resgate e Intervenção de Montanha (EREIM) de Álora e Granada, submarinistas e bombeiros de Málaga. Uma multidão que transformou Totálan, a pequena localidade a cerca de 10 quilómetros de Málaga, no centro de Espanha.

Apesar das dificuldades, as autoridades acreditam que ainda é possível encontrar a criança com vida. "Se não acreditássemos que está vivo, não estaríamos a explorar todas estas opções", disse, citada pelo "El País", fonte da Guardia Civil.

Bombeiros de Albacete prontificam-se a ajudar

O caso está a centrar a atenção de quase todo o país e a corporação de bombeiros de Albacete já se ofereceu para ajudar ao resgate do menino. Nas redes sociais mostraram o caso de um incidente semelhante.

Em 2015, um homem caiu a um poço com 60 metros de profundidade. Pouco tempo depois, as autoridades conseguiram confirmar a morte do homem graças ao uso de câmaras térmicas, semelhantes às que foram usadas no caso de Málaga e que ajudaram a confirmou que Yulen tinha caído ao poço.

Catorze horas depois da chamada para o 112, os bombeiros de Albacete conseguiram prender o homem por uma mão. O corpo foi içado em menos de uma hora.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________