Eduardo Cabrita Tem Sido Um Verdadeiro Incendiário Político - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

domingo, 9 de dezembro de 2018

Eduardo Cabrita Tem Sido Um Verdadeiro Incendiário Político


Pede-se bom senso na relação entre o Governo e os bombeiros. O Ministro Eduardo Cabrita tem sido um verdadeiro incendiário político quando deveria dar o exemplo. Os Bombeiros têm sido mal tratados mas não deviam romper a relação com a ANPC apesar disso não significar interromper o socorro, ao contrário não insinuado por Cabrita. Os bombeiros têm que ser mais responsáveis que o Ministro e têm-no sido.

O socorro em Portugal depende quase em 90% dos bombeiros portugueses que são empenhados, responsáveis e ponderados.

O Ministro da Administração Interna tem claras responsabilidades nesta situação porque anda há um ano a enganar os bombeiros e a opinião pública. A reação desta manhã de Eduardo Cabrita é irresponsável e desonesta para não dizer cobarde já que mente e ensaia uma fuga para a frente. Isto é o resultado de nomear comissários políticos cargos para cargos de grande responsabilidade mas que não têm experiência nem o necessário reconhecimento e respeito das estruturas que lideram.

O Governo tem contado com demasiado silêncio e lealdade dos bombeiros que normalmente ficam calados por respeito à tutela. Essa paciência ter-se-á esgotado.

Os bombeiros não fazem greve, nem adiam o socorro. É preciso é mais respeito, mais transparência e humildade por parte do Ministro da Administração Interna e por parte do Governo.

O cúmulo disto tudo é que, em situação normal, os bombeiros desligam da ANPC e nem se nota a diferença porque o socorro é prestado por eles. Erro é meter no mesmo saco a estrutura nacional e algumas boas estruturas distritais da proteção civil que não têm culpa nenhuma.

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________