Simula Fogo para Fazer Pedido de Casamento - VIDA DE BOMBEIRO

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

domingo, 5 de agosto de 2018

Simula Fogo para Fazer Pedido de Casamento


Rui Mendes é bombeiro na corporação de Matosinhos-Leça e namora com Susana Braga há quatro anos. Ao início da noite de sexta-feira, pediu ajuda aos colegas para surpreender a companheira, que o esperava em casa, na rua Alfredo Cunha, em Matosinhos. Equipados a rigor, os bombeiros dirigiram-se ao prédio, alertaram os moradores para um incêndio - simulado - que obrigava a evacuar o edifício. 

Susana foi para a rua. Rui entregou-lhe o anel com a proposta de casamento. Susana aceitou. 

"Há meses que vínhamos falando em casar, mas ela não sabia de nada disto. Participei antes aos vizinhos e ao condomínio o cenário que iria acontecer. No momento, tirei o capacete para lhe dar um beijo e tivemos direito ao batismo com uma cortina de água", contou ao CM Rui Mendes, de 44 anos. 

"Foi surreal. Acho que qualquer mulher deseja ter uma manifestação daquelas uma vez na vida. Foi fenomenal", confessou Susana, administrativa, de 47. 

O simulacro autorizado demorou meses a planear. "Ela estava em casa à minha espera porque lhe tinha dito que iríamos para um congresso, que não existia", indicou o bombeiro. O ato e a envolvência de alguns elementos da corporação estava já previsto ao detalhe. "Se partilhamos os momentos de dor e vivemos o sofrimento dos outros, temos igualmente de ser capazes de proporcionar, aos nossos, momentos de alegria e felicidade", referiu António Amaral, o comandante da corporação.

Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário