Kamov em Macedo Reforça Combate às Chamas na Região - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 31 de julho de 2018

Kamov em Macedo Reforça Combate às Chamas na Região


Dotado de “excelentes equipamentos de navegação e preparado para voar à noite e com condições meteorológicas adversas”, o Kamov conquistou o estatuto de um dos “melhores helicópteros pesados existentes no mundo e um dos mais eficazes no combate aos fogos florestais”.

O Heliporto Municipal de Macedo de Cavaleiros recebeu o helicóptero Kamov Ka-32, considerado uma peça fundamental para o combate aos fogos florestais e que estará estacionado no concelho até ao próximo dia 15 de outubro.

Este helicóptero pesado, fabricado na Rússia com a missão de combater incêndios, é um dos três que a Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) coloca no território e que servirá toda a região norte. As restantes duas unidades ficaram estacionadas em Loulé, que partilha a base com Santa Comba Dão e Ferreira do Zêzere.

O estacionamento da unidade em Macedo de Cavaleiros acontece não só pela localização geográfica e estratégica da cidade, mas, também, e de acordo com o executivo macedense, pelo esforço de sensibilização levado a cabo pelo município, presidido por Benjamim Rodrigues, junto das autoridades competentes. O risco de incêndio que o concelho apresenta, pela existência de um vasto património florestal a proteger e defender, levou a que a autarquia cedesse o heliporto para acolher o Kamov. Com a aeronave chegou, também, uma equipa de seis elementos, constituída por técnicos, pilotos e um tradutor, que durante três meses e meio irão permanecer hospedados em Macedo de Cavaleiros.

Quanto às suas caraterísticas, o Kamov Ka-32 é um helicóptero de carga pesado, bimotor, que usa um trem de aterragem tipo triciclo e que tem como principal atributo a inexistência de rotor de cauda, usando dois rotores principais de três pás que rodam em sentidos opostos. Segundo os peritos em aviação, este modelo de aeronave está dotado de “excelentes equipamentos de navegação e preparado para voar à noite e com condições meteorológicas adversas”, conferindo-lhe, assim, o estatuto de um dos “melhores helicópteros pesados existentes no mundo e um dos mais eficazes no combate a incêndios”.

Diário de Trás dos Montes

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________