Um Morto e Três Feridos Graves em Acidente que Cortou IC1 - VIDA DE BOMBEIRO

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Um Morto e Três Feridos Graves em Acidente que Cortou IC1


Um homem morreu e três pessoas ficaram feridas com gravidade, incluindo uma criança, num choque frontal entre um ligeiro de passageiros e outro de mercadorias, no IC1, em Ourique.

A vítima mortal, um homem de 38 anos, era o único ocupante do ligeiro de mercadorias, que chocou com um ligeiro de passageiros. Neste veículo seguiam um homem, de 48 anos, uma mulher de 35 e um rapaz de oito - ficaram todos feridos com gravidade e foram transportados para o hospital de Beja.

Todas as vítimas são residentes no concelho de Ourique. O condutor da carrinha foi assistido no local, mas não resistiu aos ferimentos.

O helicóptero do INEM, de Loulé, foi destacado para o acidente, dada a gravidade dos ferimentos, mas não chegou a ser necessário.

O acidente ocorreu cerca das 18 horas deste domingo, junto à Aldeia dos Palheiros, no concelho de Ourique, ao km 676 do IC1, junto ao restaurante "O Novo Coimbra". A carrinha seguia no sentido Sul-Norte daquela via, quando ocorreu o acidente.

O trânsito esteve cortado nos dois sentidos. Como alternativa, os condutores tinham a autoestrada 2 (A2), entre os nós de acesso de Castro Verde e de Almodôvar. A circulação no local foi retomada às 21.45 horas.

No local estiveram, de acordo com o CDOS, 11 veículos terrestres e 29 operacionais, nomeadamente, dos bombeiros de Ourique e de Castro Verde, um helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), uma viatura Suporte Imediato de Vida (SIV), de Castro Verde, e uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER), de Beja, além da GNR.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário