Força Especial de Bombeiros Reforça Três Distritos do Norte - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Força Especial de Bombeiros Reforça Três Distritos do Norte


A Força Especial de Bombeiros (FEB) vai reforçar três distritos do Norte - Braga, Viana do Castelo e Vila Real - durante o período mais crítico dos incêndios florestais, entre os meses de julho e de setembro, a par das corporações dos bombeiros e do GIPS da GNR.

Segundo revelou o comandante distrital de Operações de Socorro de Braga, comandante Hermenegildo Abreu, esses cerca de 30 elementos da FEB constituirão "uma força de combate ampliado - e não de ataque inicial - que ficará instalada em Guimarães, porque é um município mais central, depois de tentarmos Braga, mas não houve disponibilidade".

De acordo com informações recolhidas pelo JN esta quinta-feira, aquele dispositivo dos chamados "Canarinhos" - devido à cor das suas fardas - ficará instalado em Guimarães, a "custo zero", a cargo da autarquia, como realçou o comandante, Hermenegildo Abreu.

Aquele responsável máximo distrital da Proteção Civil destacou igualmente as forças do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR não só ao nível do combate direto às chamas, como com meios aéreos, sediados em Braga, Fafe e Arcos de Valdevez.

O comandante Hermenegildo Abreu falava durante a apresentação do Plano Operacional Distrital (PLANOP) integrado no âmbito do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR - 2018), que teve lugar no quartel dos Bombeiros Voluntários de Braga.

Questionado sobre eventuais problemas com telecomunicações de socorro, o comandante Hermenegildo Abreu revelou que "já durante os meses de janeiro e de fevereiro foram os pontos escuros reportados, mas houve reforço nesses locais, sendo que todos os dias tais sistemas de telecomunicações de emergência são testados por comandos a vários níveis".

JN

Sem comentários:

Enviar um comentário